CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

CBDA

20/12/2017 17:50:49

Por unanimidade, Assembleia aprova requisitos solicitados pela FINA


Presidentes de federações, de clubes e da Comissão Nacional de Atletas votaram para que Miguel Cagnoni seja o representante da CBDA perante à FINA até o resultado do processo Judicial.

Foto: CBDA/Divulgação Por unanimidade, Assembleia aprova requisitos solicitados pela FINA
20/12/2017 17:50:49

(Rio de Janeiro, 20 de dezembro de 2017) A assembleia geral ordinária da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticas perante aos poderes da FINA realizada na tarde desta quarta-feira (20), no Rio de Janeiro, aprovou, por unanimidade, todos os requisitos pedidos pela FINA na reunião de novembro, na China. Além disso, também por unanimidade, as federações estaduais, clubes e a Comissão Nacional de Atletas aprovou a iniciativa de que Miguel Cagnoni seja o representante da CBDA perante à entidade máxima dos esportes aquáticos.

Ao todo, 18 federações estaduais (Acre, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Bahia, Maranhão, Pernambuco, Piauí, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul), 7 clubes (Botucatuense, ADESEF, Academia Golfinho do Sul, Clube Curitibano, APANAT, Guanabara, GNU e Minas Tênis Clube), além da comissão de atletas representada por Leonardo de Deus e Jéssica Noutel, estiveram na assembleia. Apenas nove federações estaduais (Alagoas, Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Santa Catarina, Goiás, Rio Grande do Norte, Paraíba e Sergipe) não estiveram presentes na AGO. Os votos desta quarta-feira representaram 70% do colégio eleitoral.

A mesa da assembleia foi presidida por Celso de Oliveira, presidente da FARJ, sendo Mauro Campos Quadros, presidente da FDAG, o secretário, e Paulo Schmitt, o secretário de ata. O primeiro ponto discutido e aprovado por unanimidade foi o dos requisitos pedidos pela FINA para adequação do estatuto. Em seguida, o presidente da Federação Aquática Paulista, Marcelo Biazoli, sugeriu que fosse feita uma votação para que Miguel Cagnoni continuasse como representante da CBDA perante os poderes da FINA, enquanto o processo judicial para a eleição não é julgado.

A iniciativa do presidente da FAP foi colocada em votação e também aprovada por unanimidade. Durante o pronunciamento dos presidentes de federações, o presidente da Comissão Nacional de Atletas, Leonardo de Deus, pediu a palavra para desabafar.

“Isso (eleição) já é uma folha virada. Estamos tentando seguir em frente. Vimos no Mundial de Budapeste que os atletas estão fazendo a parte deles. Pedimos na última eleição e o Miguel está cumprindo que é seguir a legalidade. Nós, atletas, estamos cansados disso que está acontecendo na Confederação. A maioria dos representantes das federações já decidiu. Nós já escolhemos o Miguel como nosso representante. Eu, como atleta, venho pedir o respeito com a gente. Estamos cansados”, disse.

A assembleia geral ordinária foi acompanhada do início ao fim pelo observador da FINA Juan Carlos Orihuela, que reportará tudo o que aconteceu na AGO para a entidade máxima do esporte aquático mundial.



Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)

Fundada como Confederação Brasileira de Natação (CBN), em 21 de outubro de 1977, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos completou 40 anos de fundação, em 2017. Atualmente, o presidente da CBDA é Miguel Cagnoni.

A nomenclatura foi mudada em 1988 para adequação, já que a CBDA administra cinco modalidades: natação, maratona aquática, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. A CBDA, atualmente, tem todos os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, como federações filiadas.

O Correios, patrocinador oficial da entidade, é parceiro da Confederação desde 1991 e é parte de todas as medalhas e formação de novos atletas nas cinco modalidades.


Departamento de Comunicação - CBDA