CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Nado Sincronizado

08/04/2019 10:10:56

Seleção brasileira termina como campeã geral do Sul-Americano Juvenil no Nado Artístico


Brasil conquistou nove medalhas na competição

Foto: Divulgação/CBDA Seleção brasileira termina como campeã geral do Sul-Americano Juvenil no Nado Artístico
08/04/2019 10:10:56

(Rio de Janeiro, 7 de abril de 2019) A seleção juvenil de Nado Artístico conquistou o título geral do Campeonato Sul-Americano Juvenil, realizado no Chile, na última semana. A Seleção obteve nove medalhas, sendo seis de ouro, duas de prata e uma de bronze.

Na equipe Júnior, o Brasil conquistou o título da competição depois de grandes exibições tanto na rotina técnica, quanto na rotina livre. Na rotina técnica, as meninas do Brasil terminaram com 72,4737 pontos. Na rotina livre, a pontuação foi de 74,1667. O título veio com 146,6404. A prata ficou com a Colômbia (141,2330) e o bronze com o Chile 141,0981.

A Seleção voltou ao topo do pódio na prova de Combo Júnior. O time brasileiro somou 74,5333 pontos e ficou à frente do Chile (73,5000), que terminou com a prata, e da Colômbia (71,6000), que terminou em terceiro.

No solo júnior, Julia Catharino brilhou. Com 73,2543 na rotina técnica e 74,9667 na rotina livre (148,2210), ela conquistou a medalha de ouro. A prata foi para Clara Mello, do Uruguai, e o bronze para Beatriz Lizana, do Chile.

O dueto júnior do Brasil também foi campeão. Julia Catharino e Jaddy Passos conquistaram o título com 145,1700 na somatória da rotina livre e da rotina técnica. A prata ficou com a Colômbia e o bronze com a Argentina.

A seleção brasileira também brilhou na categoria Juvenil. No solo, Maria Mota Milward conquistou o ouro com 69,3667. A prata foi para Antonia Anzua, do Chile, e o bronze para Tamara Morera, da Colômbia.

Na prova de equipe Juvenil, a seleção brasileira terminou na terceira colocação com 129,6769. O ouro foi para a Colômbia (131,2810) e a prata para o Chile (130,9199). No combo, o Brasil conquistou a prata (70,1667). O ouro foi para o Chile (70,2000) e o bronze para a Colômbia (60,4667).


O dueto misto juvenil formado por Gabriela Duarte e Murilo da Cunha competiu sozinho e também trouxe mais uma medalha de ouro para o Brasil. O dueto juvenil conquistou a prata.


Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)

Fundada como Confederação Brasileira de Natação (CBN), em 21 de outubro de 1977, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos completou 40 anos de fundação, em 2017. Atualmente, o presidente da CBDA é Miguel Cagnoni.

A nomenclatura foi mudada em 1988 para adequação, já que a CBDA administra cinco modalidades: natação, maratona aquática, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. A CBDA, atualmente, tem todos os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, como federações filiadas.

O Correios, patrocinador oficial da entidade, é parceiro da Confederação desde 1991 e é parte de todas as medalhas e formação de novos atletas nas cinco modalidades.


Departamento de Comunicação - CBDA