CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Natação

17/09/2016 14:07:06

Finkel termina com 38 novos recordes e Pinheiros como maior vencedor da história


Troféu Finkel 2016

Foto: CBDA/Divulgação Finkel termina com 38 novos recordes e Pinheiros como maior vencedor da história
17/09/2016 14:07:06

Santos/SP - A noite de encerramento do Troféu José Finkel 2016, neste sábado, 17/09, foi farta em recordes como, aliás, foi todo o evento que retornou ao Clube Internacional de Regatas depois de 11 anos. O Campeonato Brasileiro Absoluto contou com 38 novos recordes, sendo que 11 sul-americanos, 12 brasileiros e  15 de campeonato.

A competição também foi única seletiva para o Mundial em 25 metros da Federação Internacional de Natação-FINA, que acontecerá na cidade canadense de Windsor, de 6 a 11 de dezembro. Os índices correspondiam ao quinto melhor tempo do Mundial de 2014 para provas individuais e ao terceiro lugar para os revezamentos. Cinco nadadores conquistaram índices em Santos em oito provas (Felipe França, Leonardo de Deus, Etiene Medeiros, Thiago Simon e Nicholas Santos), que segundo os critérios estabelecidos pela CBDA, convocará por ordem de índice técnico nas provas olímpicas individuais, independente de sexo até completar 16 atletas na equipe.

Nas últimas provas Jhennifer Conceição conseguiu bater o recorde sul-americano dos 50m peito feminino que era de Tatiane Sakemi desde 2009. A atleta do Pinheiros fez 30s31 e a marca de Tatiane era 30s50. Jhennifer é a sexta nadadora a superar marcas no Finkel 2016. Também foram recordistas Joanna Maranhão, Manuella Lyrio, Viviane Jungblut, Daiene Dias e Etiene Medeiros.

Jhennifer Conceição

Nos 200m costas, a nadadora argentina que compete pela Unisanta, Andrea Eliana Berrino, superou o próprio recorde de campeonato nos 200m costas (2m06s91). O anterior era do Finkel 2014, 2m08s01, quando já competira pela equipe santista.

Andrea Berrino

Ainda falando de natação feminina, o revezamento 4x100m medley do Minas Tênis bateu o recorde sul-americano com 3m57s00. O time formado por Camila Lopes, Marcarena Ceballos, Daiene Dias e Daiane Becker superaram o tempo que a seleção brasileira fez no Mundial em Piscina Curta de Dubai 2010, 3m59s45, quando foi 8º lugar, com Fabíola Molina, Tatiane Sakemi, Daniele de Jesus e Tatiana Lemos. 

4x100m medley Fem do Minas Tênis - Daiane, Macarena, Daiene e Camila.

Leonardo de Deus foi o último a estabelecer novo recorde em provas individuais no Finkel, com o recorde brasileiro e de campeonato nos 200m costas (1m51s51). A marca também derruba outra que já durava bastante. O tempo anterior era de Lucas Salatta (1m52s85), estabelecido em 2008.

Leonardo de Deus

— Foi muito bom. Saio muito satisfeito. Melhorei todos os meus tempos. Sair de uma Olimpíada e chegar três semanas depois com os meus melhores resultados é muito gratificante por todo o trabalho que a gente fez ao longo desses quatro anos. Agora a gente vai ter um tempinho pra descansar e depois voltar pra buscar um resultado muito bom nesse Mundial de Curta e fechar bem o ano — disse.

Entre os homens, Felipe França Silva, do Corinthians, venceu a prova mais rápida do estilo com 26s09 e, de quebra, levou seu terceiro índice para o Mundial em Piscina Curta. Ele agora tem marcas para nadar todas as provas de peito na competição, 50m, 100m e 200m. Felipe Lima, do Minas Tênis, ficou com a prata (26s24) e se aproximou do índice 26s15. João Gomes Júnior, do Pinheiros, levou o bronze (26s54).


- Ainda bem que o índice nos 200m peito foi no início do campeonato, pois estou me recuperando até agora e graças a Deus cumpri a meta destes três índices para o Mundial de Curta. Agora vou descansar pelo menos uma semaninha pra voltar à ativa pra fazer uma temporada excepcional no Mundial. Nos 200m peito, eu arrisquei a passagem que foi a do recorde mundial que eu fiz, mas só que a volta é bem forte também. A volta é de 1m1s e eu fiz 1m4s. Se eu não estiver muito descansado, bem polido fisicamente, não consigo voltar tão bem, mas eu consegui aguentar a volta pra ficar com o terceiro melhor tempo do mundo — explicou França.


Felipe França

A natação brasileira vai confirmando sua fase de renovação. Nos 100m livre, Gabriel Santos, do Pinheiros, de 20 anos, ganhou sua primeira prova em campeonatos brasileiros absolutos. O nadador, que integrou o Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016 comemorou sua atual fase.

Gabriel Santos. Fotos: Satiro Sodré/ CBDA/ SS Press

— Minha primeira vitória. É muito suado isso pra mim e estou muito feliz. Estou numa fase muito boa. Consegui a vaga para os Jogos  (Rio 2016) no Maria Lenk. Fui para a final olímpica com o revezamento (4x100m livre) e consegui vencer agora aqui no Finkel. Estou muito feliz mesmo - disse Gabriel.

Pinheiros, maior campeão da história —  O Esporte Clube Pinheiros conquistou na noite deste sábado, 17/09, seu 13º título do Campeonato Brasileiro Absoluto-Troféu José Finkel de Natação, tornando-se o maior vencedor da competição que existe de 1972. Após as últimas provas, o clube de São Paulo somou 2.664 pontos. Antes da edição de 2016, nas cinco últimas realizações do Finkel deu Minas Tênis, que totaliza 11 conquistas e o Flamengo, que estava empatado com o Pinheiros, agora passa a ser o segundo maior vencedor, com 12 troféus no total.

O vice-campeonato ficou com o Minas Tênis (2.114,5), seguido por Corinthians (1.682,5), Unisanta (1.349,5) e Grêmio Náutico União (905,5). Na divisão por sexo o vencedor entre os homens foi o Minas (1.260,5) em vantagem apertada sobre o Pinheiros (1246) entre as mulheres, Pinheiros (1.368). Este ano o Finkel contou com 42 equipes e cerca de 350 nadadores. 

Os atletas mais técnicos este ano foram Etiene Medeiros, do Sesi/SP, e Thiago Simon, do Corinthians, respectivamente por suas performances nas provas de 50m costas e 200m costas. Os mais eficientes, ou seja, aqueles que mais marcaram para suas agremiações foram Joanna Maranhão, do Pinheiros (210 pontos) e Leonardo de Deus, do Corinthians (183 pontos). 

A natação conta com recursos dos Correios - Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros - e ainda do Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal, Lei Agnelo/Piva - Governo Federal - Ministério do Esporte, COB, Speedo e Estácio.

Vencedores – 6ª etapa – 17/9

100m livre Fem = Larissa Oliveira – Pinheiros - 53s03
100m livre Masc = Gabriel Santos – Pinheiros - 47s50
50m peito Fem = Jhennifer Conceição – Pinheiros – 30s31 (recorde sul-americano)
50m peito Masc = Felipe França – Corinthians – 26s09 (índice olímpico)
200m costas Fem = Andrea Berrino (argentina) – Unisanta – 2m06s91 (recorde de campeonato)
200m costas Masc = Leonardo de Deus – Corinthians – 1m51s51 (recorde brasileiro)
4x100 medley Fem = Minas Tênis (Camila Lopes, Macarena Ceballos, Daiene Dias e Daiane Becker) – 3m57s00 (recorde sul-americano)
4x100 medley Masc = Minas Tênis (Gabriel Fantoni, Felipe Lima, Kaio Márcio e Marcos Macedo) - 3m28s05




Eliana Alves / Souza Santos