CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Natação

24/11/2017 22:31:07

Com homenagem a medalhistas olímpicos, dupla quebra recordes no Brasileiro Juvenil de natação


Em dia de homenagens a Ricardo Prado, Gustavo Borges e Marcus Mattioli, Murilo Sartori e Aime Lourenço se destacam.

Foto: CBDA/Divulgação Com homenagem a medalhistas olímpicos, dupla quebra recordes no Brasileiro Juvenil de natação
24/11/2017 22:31:07

(Belo Horizonte, 24 de novembro de 2017) O terceiro dia de competições do Campeonato Brasileiro Juvenil de natação - Troféu Carlos Campos Sobrinho 2017 teve dois garotos quebrando recordes de campeonato e brasileiro de categoria. Aime Lourenço e Murilo Sartori se destacaram nesta sexta-feira (24), na competição realizada na piscina do Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte. A etapa ainda teve uma homenagem a três medalhistas olímpicos.

O grande destaque da noite foi, mais uma vez, Murilo Sartori. O garoto de Americana quebrou nada menos do que três recordes em duas provas diferentes. Nos 100m livre, Murilo completou a prova com o tempo de 51s03, estabelecendo a nova marca de campeonato e brasileira de categoria. 

Depois da prova, Murilo encontrou um dos maiores ídolos do esporte nacional: Gustavo Borges. Dono de quatro medalhas olímpicas e especialista na prova em que Murilo bateu o recorde, o ex-nadador elogiou o garoto.

“É um dos novos talentos que a natação vem produzindo. Temos que aumentar o sarrafo, melhorar cada vez mais cada competição e cada atleta. Parabéns ao Murilo pela excelente competição que vem fazendo”, disse.

“Receber um elogio desses de um dos maiores nadadores de todos os tempos é muito importante para mim. Ele, assim como o César Cielo, me inspiram muito para chegar onde eles chegaram”, falou.

Além da marca nos 100m livre, Murilo pulverizou mais uma marca. Desta vez, o jovem estabeleceu o novo Recorde de Campeonato nos 200m medley ao fazer 2m07s93.

Na versão feminina dos 100m livre, mais um recorde. Aime Lourenço, do Iate Clube de Brasília, conquistou o título de campeã brasileira e estabeleceu os novos recordes de campeonato e brasileiro de categoria ao fazer 56s74. 

“Queria nadar para o recorde e consegui. Estou muito feliz com meu resultado. Nadar para vencer e conseguir bater um recorde é muito bom”, disse.

Na primeira prova da competição, Alexia Assunção, do Fluminense, não bateu os recordes de campeonato e brasileiro de categoria por apenas um centésimo. A atleta terminou os 200m costas com o tempo de 2m16s75. A marca atual é de Fernanda Goeji, feita em 2015, em João Pessoa.

“Estou muito feliz com a prova que fiz. Infelizmente não veio o recorde, mas uma hora vai chegar. Vou continuar treinando para conseguir o meu objetivo”, explicou.

Homenagens

A noite desta sexta-feira foi de homenagens para três ídolos do esporte: Ricardo Prado, medalhista de prata em 1984, Gustavo Borges, medalhista olímpico em 1992, 1996 e 2000, e Marcus Mattioli, medalhista de prata em Moscou 1980.

“É uma linda festa feita pelo Minas Tênis Clube. Como eu disse, é bom ver a natação crescendo e tentando melhorar a cada dia. Isso nos deixa muito felizes”, falou Gustavo Borges.

Atual gerente geral de esportes da CBDA, Ricardo Prado também ficou feliz com a homenagem prestada pelo Minas Tênis Clube.

“É um reconhecimento muito legal para três pessoas importantes do esporte. Fico bastante feliz com a homenagem prestada pelo Minas Tênis Clube, que está fazendo uma festa espetacular no Campeonato Brasileiro Juvenil de natação”.

Ao fim do terceiro dia de competições, o Pinheiros disparou na liderança da contagem geral de pontos do torneio com 357,50 pontos. O Minas Tênis Clube vem em segundo com 205,50 pontos e o Corinthians vem logo atrás com 205, em terceiro. Clique aqui para ver todos os resultados do torneio.

A competição segue nesta sexta-feira (24) com eliminatórias no período da manhã e finais à tarde. A TV CBDA transmite todas as provas da competição.


Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)

Fundada como Confederação Brasileira de Natação (CBN), em 21 de outubro de 1977, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos completou 40 anos de fundação, em 2017. Atualmente, o presidente da CBDA é Miguel Cagnoni.

A nomenclatura foi mudada em 1988 para adequação, já que a CBDA administra cinco modalidades: natação, maratona aquática, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. A CBDA, atualmente, tem todos os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, como federações filiadas.

Os Correios, patrocinador oficial da entidade, é parceiro da Confederação desde 1991 e é parte de todas as medalhas e formação de novos atletas nas cinco modalidades.


Departamento de Comnicação - CBDA