CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Natação

08/06/2018 21:27:38

Alexia Assunção e Gustavo Saldo quebram recordes no 3º dia de Brasileiro Juvenil


Atletas voltaram a quebrar recordes e fazer bonito na piscina do Botafogo

Foto: CBDA/Divulgação Alexia Assunção e Gustavo Saldo quebram recordes no 3º dia de Brasileiro Juvenil
08/06/2018 21:27:38

(Rio de Janeiro, 08 de junho de 2018) Alexia Assunção e Gustavo Saldo voltaram a brilhar no Campeonato Brasileiro Interclubes Juvenil de Natação. Nesta sexta-feira (08), na piscina do Botafogo, no Rio de Janeiro, os atletas bateram os recordes de campeonato nos 200m costas e nos 100m livre, respectivamente.

+ Assista aos vídeos do Campeonato Brasileiro Interclubes Juvenil de Natação.

+ Veja todos os resultados da competição.

Nos 200m costas, a primeira prova desta sexta-feira, Alexia Assunção, do Fluminense, mostrou porque domina as provas de costas no Juvenil 2. A atleta completou os 200m com o tempo de 2m18s25, bateu o Recorde de Campeonato e saiu com a medalha de ouro.

“O tempo foi um pouco acima do que eu já fiz e esperava, mas, dentro das condições, está bom. Quero agradecer a todos que me ajudam a chegar aqui, pois não fazemos isso sozinhos”, disse.

Homem-recorde da última quinta-feira, Gustavo Saldo fez a alegria da torcida do Curitibano. Depois de quebrar recordes nos 200m livre e nos 100m borboleta, ele bateu o Recorde de Categoria nos 100m livre ao completar a prova com o tempo de 52s26. João Pedro Altoé conquistou a prata e Leandro Odorici o bronze.

“Não sei até onde posso chegar, mas quero nadar sempre no meu melhor. Fico feliz de ter quebrado mais um recorde. Agora vou descansar, pois tenho mais provas ainda hoje”, falou o atleta que também ganhou os 800m livre.

Na mesma prova, mas no Juvenil 2, Murilo Sartori e Lucas Santos travaram um duelo emocionante. Depois de passar os 50m um pouco atrás, o nadador de Americana apertou o ritmo para conquistar mais uma medalha de ouro na competição. O nadador da Unisanta ficou com a prata e Daniel Ribeiro, do Sesi, com o bronze.

“Ele (Lucas), como nadador de 50m livre, tem uma parcial melhor. Eu, como fundista, acho que tenho um final de prova um pouco melhor e isso foi determinante para que eu vencesse”, relatou o jovem que ainda ganhou os 800m livre.

Nas provas de fundo, Cibelle Jungblut mostrou porque é destaque na Natação e nas Maratonas Aquáticas. A atleta do Grêmio Náutico União, que já havia vencido os 800m livre, sobrou nos 1500 e conquistou a medalha de ouro.

“Estava confiante que poderia vencer esta prova. Treinei para fazer meus melhores tempos aqui no Campeonato Brasileiro e estou satisfeita com o que venho fazendo”, contou.

A competição segue neste sábado, com eliminatórias a partir das 9h e finais a partir das 17h30. A TV CBDA transmite todas as etapas do torneio.



Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)

Fundada como Confederação Brasileira de Natação (CBN), em 21 de outubro de 1977, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos completou 40 anos de fundação, em 2017. Atualmente, o presidente da CBDA é Miguel Cagnoni.

A nomenclatura foi mudada em 1988 para adequação, já que a CBDA administra cinco modalidades: natação, maratona aquática, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. A CBDA, atualmente, tem todos os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, como federações filiadas.

O Correios, patrocinador oficial da entidade, é parceiro da Confederação desde 1991 e é parte de todas as medalhas e formação de novos atletas nas cinco modalidades.


Departamento de Comunicação - CBDA