CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Natação

08/07/2018 22:26:55

Brasileiros conquistam mais medalhas e encerram participação em torneios pela Europa


Neste domingo, foram mais 19 medalhas para o Brasil

Foto: CBDA/Divulgação Brasileiros conquistam mais medalhas e encerram participação em torneios pela Europa
08/07/2018 22:26:55

(Rio de Janeiro, 08 de julho de 2018) O Brasil encerrou, neste domingo (8), sua participação no Aberto de Paris. Nesta última etapa da competição, os atletas brasileiros conquistaram mais 19 medalhas, sendo cinco de ouro, sete de prata e mais sete de bronze. Com o término do Aberto de Paris, a seleção brasileira encerra seu período de preparação visando o Pan-Pacífico.

Neste domingo, os grandes destaques foram Luiz Altamir, que conquistou mais uma medalha de ouro na competição e teve, mais uma vez, a companhia de Fernando Scheffer ao seu lado no pódio.

Bruno Fratus foi novamente brilhante nos 50m livre. O atleta da seleção brasileira nadou mais uma vez abaixo dos 22s para conquistar a medalha de ouro em sua principal prova. Etiene Medeiros, que disputa a competição representando o Sesi-SP, obteve o bronze nos 100m costas.

“O treinamento atingiu os objetivos em todos os sentidos para competições de alto nível. Foi uma preparação excelente para o Pan-Pacífico, que é o principal objetivo para este ano. Foram ótimos resultados, bons tempos, então podemos concluir que foi um treinamento muito proveitoso aqui na Europa em todos os sentidos”, disse o supervisor de Natação da CBDA, Gustavo Otsuka.

Somando os resultados do Torneio Sette Colli e do Aberto de Paris, os atletas do Brasil conquistaram 53 medalhas. Para o diretor-geral de esportes da CBDA, Renato Cordani, o saldo do período foi bastante positivo.

“Foi praticamente uma invasão brasileira na Europa, onde o Brasil acabou com 53 medalhas entre o Sette Colli e o Open da França. Essas duas competições foram escolhidas a dedo pelo Conselho Técnico de Alto Rendimento da CBDA, em função do número de semanas que as antecede com relação ao principal alvo: o Pan-Pacífico, no Japão, Foi incrível ver os tempos que saíram mesmo sob treinamento intenso. Tenho muita confiança nessa turma quando fizerem o polimento e se prepararem especificamente para o Pan-Pacífico”, disse.

Os atletas retornam aos seus respectivos clubes e, em agosto, representam novamente o Brasil para a disputa do Pan-Pacífico.

Veja as medalhas deste domingo:

Guilherme Costa (Brasil) - Prata 1500L – 15m12s67

Daynara de Paula (SESI) – Bronze 50 borboleta – 26s72

Luiz Altamir Melo (Brasil) Ouro 200 Livre – 1m48s26

Fernando Scheffer (Brasil) Prata 200 Livre – 1m48s42

Jhennifer Conceição (ECP) – Ouro 50 Peito – 30s84

Raphael Rodrigues (SESI) – Prata 100 Peito – 1m01s06

João Luiz Gomes JR (Brasil) – Bronze 100 Peito – 1m01s32

Iago Moussalen (ECP) – Prata 100 Borboleta – 52s26

Vinicius Lanza (Brasil) – Bronze 100 Borboleta – 53s02

Etiene Medeiros (SESI) – Bronze 100 Costas – 1m02s55

Gabriel Fantoni (Brasil) – Prata 50 Costas – 25s38

Giovanna Diamante (ECP) – Prata 200 Borboleta – 2m12s26

Leonardo Santos (Brasil) – Bronze 200 Medley – 2m02s49

Manuella Lyrio (ECP) – Ouro 400 Livre – 4m17s61

Sabrina Todao (SESI) – Bronze 400 Livre – 4m22s12

Bruno Fratus (Brasil) – Ouro 50 Livre – 21s91

Leonardo de Deus (Brasil) – Ouro 200 Costas – 1m59s97

Gabriel Fantoni (Brasil) – Prata 200 Costas – 2m00s99

Larissa Oliveira (Brasil) – Bronze 100 Livre – 55s09


Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)

Fundada como Confederação Brasileira de Natação (CBN), em 21 de outubro de 1977, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos completou 40 anos de fundação, em 2017. Atualmente, o presidente da CBDA é Miguel Cagnoni.

A nomenclatura foi mudada em 1988 para adequação, já que a CBDA administra cinco modalidades: natação, maratona aquática, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. A CBDA, atualmente, tem todos os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, como federações filiadas.

Os Correios, patrocinador oficial da entidade, são parceiros da Confederação desde 1991 e é parte de todas as medalhas e formação de novos atletas nas cinco modalidades.


Departamento de Comunicação - CBDA