CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Natação

07/11/2018 20:36:19

Brasil conquista 13 medalhas no primeiro dia de Natação do Sul-Americano


Ao todo, foram sete medalhas de ouro, quatro de prata e duas de bronze

Foto: CBDA/Divulgação Brasil conquista 13 medalhas no primeiro dia de Natação do Sul-Americano
07/11/2018 20:36:19

(Trujillo, Peru, 7 de novembro de 2018) O Brasil conquistou, nesta quarta-feira (7), mais 13 medalhas no Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos. As conquistas vieram com a equipe de Natação, que foi ao pódio em todas as disputas realizadas no Centro Aquático de Trujillo, no Peru. Ao todo, foram sete de ouro, quatro de prata e duas de bronze.

A primeira medalha veio com Rafaela Raurich. A atleta da seleção brasileira completou os 200m livre com o tempo de 2m00s59 e conquistou a medalha de prata. O ouro ficou com Delfina Pioniatello, da Argentina, e o bronze foi para a atleta da Colômbia.

Na versão masculina da prova, Breno Correia e João de Lucca fizeram a primeira dobradinha do dia para o Brasil. Depois de cometer alguns erros no período da manhã, Breno se recuperou à tarde para nadar os 200m livre em 1m48s24. João de Lucca completou o percurso em 1m49s12.

“Errei alguns detalhes pela manhã que não foram tão bons, mas consegui recuperar à tarde para fazer perto da minha melhor marca. Meu objetivo maior deste ano é o Mundial e fico feliz de conseguir apresentar uma das minhas melhores marcas aqui no Sul-Americano”, disse Breno.

Outra atleta que fez bonito no primeiro dia de competições em Trujillo foi Gabrielle Roncatto. Ela completou os 200m medley com o tempo de 2m15s26 para conquistar o ouro. A prata e o bronze foram para a Argentina. Nathalia Almeida, outra brasileira na prova, ficou com a quarta colocação.

“Foi uma prova muito apertada. Decidida nos últimos metros, mas estou feliz de conquistar o meu objetivo e começar a competição com uma medalha de ouro”, disse Gabrielle.

Um dos atletas mais experientes da seleção brasileira, Guilherme Guido conquistou mais uma medalha de ouro em Sul-Americano. Ele, além de obter a medalha de ouro, fez seu melhor tempo de temporada 54s06 nos 100m costas. Nathan Bighetti conquistou a medalha de bronze na prova.

“Estou buscando faz um tempo chegar a essa marca. É o meu melhor tempo da temporada. Estou treinando forte para o Mundial, então chegar aqui e conseguir fazer 54s06 é bem importante para a minha temporada”, falou Guido.


Nos 100m peito, Felipe Lima mostrou que vive grande fase. O atleta da seleção brasileira não só conquistou a medalha de ouro, como estabeleceu o novo recorde do Campeonato Sul-Americano. Ele completou a prova em 59s87 e conquistou o ouro. Raphael Rodrigues terminou com a 6ª colocação.

“Muito legal começar a competição com uma medalha e um recorde. Ainda estou em um volume de treino um pouco alto e acabei ficando a 50 centésimos do meu melhor tempo. Estou feliz e essa medalha serve de incentivo para a galera fazer uma bela competição para o Brasil”, falou Lima.


As provas de Natação retornam nesta quinta-feira (8) e serão disputadas até o próximo domingo (11), com eliminatórias a partir das 13h (de Brasília) e finais a partir das 21h (de Brasília).

Com as medalhas desta quarta-feira (7), o Brasil chega a 31 medalhas no Sul-Americano (17 de ouro, nove de prata e cinco de bronze).

Veja os resultados dos brasileiros nesta sexta-feira

200m livre feminino

Rafaela Raurich – Prata – 2m00s50

200m livre masculino

Breno Ferreira – Ouro – 1m48s24

João de Lucca – Prata – 1m49s12

200m medley feminino

Gabrielle Roncato – Ouro –  2m15s26

Nathalia Almeida – 4º - 2m20s79

200m medley masculino

Evandro Silva – Ouro – 2m00s65

Ícaro Ludgiero – Prata – 2m01s23

100m costas feminino

Fernanda Goeij – Prata – 1m03s20

100m costas masculino

Guilherme Guido – Ouro – 54s06

Nathan Bighetti – Bronze – 55s64

100m peito feminino

Jhennifer Conceição – Bronze – 1m09s67

Carolyne Mazzo – 4º - 1m10s83

100m peito masculino

Felipe Lima – Ouro – 59s87

Raphael Rodrigues – 6º - 1m02s21

Revezamento 4x100m

Feminino – Ouro – 3m46s91

Masculino – Ouro – 3m19s95.


Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)

Fundada como Confederação Brasileira de Natação (CBN), em 21 de outubro de 1977, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos completou 40 anos de fundação, em 2017. Atualmente, o presidente da CBDA é Miguel Cagnoni.

A nomenclatura foi mudada em 1988 para adequação, já que a CBDA administra cinco modalidades: natação, maratona aquática, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. A CBDA, atualmente, tem todos os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, como federações filiadas.

O Correios, patrocinador oficial da entidade, é parceiro da Confederação desde 1991 e é parte de todas as medalhas e formação de novos atletas nas cinco modalidades.



Departamento de Comunicação - CBDA