CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Natação

09/08/2019 09:15:14

JOGOS PAN AMERICANOS - NATAÇÃO - DIA 3 - 7 MEDALHAS


Mais dois OUROS para o Brasil !!!

Foto: JOGOS PAN AMERICANOS - NATAÇÃO - DIA 3 - 7 MEDALHAS
09/08/2019 09:15:14

Lima, Peru– Nos Jogos Pan Americanos que estão sendo realizados em Lima, Peru, o Brasil conquista mais sete medalhas, aumentando a diferença no quadro geral para o Canadá.

Ontem (08/08), o primeiro ouro veio com Marcelo Chierighini na prova dos 100 metros livre (48.09). A prata foi para o super medalhista Nathan Adrian (48.17, EUA). O bronze ficou com outro americano, Michael Chadwick (48s88). Breno Correia terminou na quinta posição (49s14).

O segundo ouro veio com nosso revezamento 4x100m medley misto, tendo em vista que os Estados Unidos foram desclassificados. Assim, os brasileiros ficaram com o ouro, o Canadá com a prata e a Argentina com o bronze. A prova entrou para o programa dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Com as medalhas de ontem, o país se aproxima da quebra do recorde de pódios, 26 (Rio 2007 e Toronto 2015).

Nas demais provas da noite, Larissa quebrou um tabu subindo ao pódio para receber sua medalha de bronze, visto ter sido a primeira vez desde 2007 que a natação feminina do país subiu ao pódio na distância.

Etiene Medeiros levou o bronze com o tempo de 1min00s67 na prova dos 100 costas. Ouro para Phoebe Bacon (59s47, EUA) e a canadense Danielle Hanus (1min00s34) a prata. Fernanda de Goeij chegou na quinta posição em 1min01s59.

Nos 100 costas masculino, Guilherme Guido chegou terminou em segundo lugar (53s54), atrás do americano Daniel Carr (53s50) e à frente do trinitino Dylan Carter (54s42).

Viviane Jungblut levou o bronze nos 800m livre, e também entrou para a história do pais na modalidade sendo a primeira nadadora a receber medalhas em natação e águas abertas (bronze, 10 Km).

Miguel Valente, com atuação convincente na prova dos 800m livre masculino, levou a prata (7min56s37). Ouro para o americano Andrew Abruzzo (7min54s70), e bronze para o mexicano Ricardo Jacobo (7min56s78).


Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)

Fundada como Confederação Brasileira de Natação (CBN), em 21 de outubro de 1977, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos completou 40 anos de fundação, em 2017. Atualmente, o presidente da CBDA é Miguel Cagnoni.

A nomenclatura foi mudada em 1988 para adequação, já que a CBDA administra cinco modalidades: natação, maratona aquática, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. A CBDA, atualmente, tem todos os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, como federações filiadas.