CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Natação

06/11/2019 20:00:20

Recordista sul-americana, Fernanda Goeij vence os 200m costas no Troféu Julio de Lamare


Atleta que foi aos Jogos Pan-Americanos de Lima confirmou favoritismo na prova e, de quebra, levou o ouro nos 400m medley

Foto: Ricardo Sodré/SSPress/CBDA Recordista sul-americana, Fernanda Goeij vence os 200m costas no Troféu Julio de Lamare
06/11/2019 20:00:20

(Rio de Janeiro, 6 de novembro de 2019) Fernanda Goeij mostrou novamente, nesta quarta-feira (6), na piscina do Flamengo, no Rio de Janeiro, que é o grande nome brasileiro nos 200m costas. Depois de bater o recorde sul-americano nos Jogos Pan-Americanos, ela confirmou o favoritismo e venceu a prova em que é especialista. De quebra, ela também levou o ouro nos 400m medley. Dois recordes foram batidos nos revezamentos 4x200m livre.

+ Veja os resultados

Integrante da seleção brasileira que foi aos Jogos Pan-Americanos e recordista sul-americana absoluta dos 200m costas aos 19 anos, Fernanda de Goeij, do Curitibano, mostrou que vive grande fase em mais de uma prova. Nos 400m medley, ela garantiu a sua primeira medalha de ouro na edição de 2019 do Julio de Lamare. Depois, voltou à piscina do Flamengo para mostrar porque é a recordista dos 200m costas para levar mais um ouro para casa.

“Não pensei muito na minha estratégia nos 400m medley. Fui mais na adrenalina para abrir um pouco até doer e depois segurar a dor. Este ano tem sido muito bom para mim. Jogos Pan-Americanos, recorde sul-americano nos 200m costas e, além disso, sinto que estou evoluindo em todas as provas que nado. Isso tem sido muito importante”, explicou a campeã.

Quem também mostrou versatilidade foi Sofia Rondel, do Corinthians. Depois de vencer os 800m livre no primeiro dia de Troféu Julio de Lamare, ela garantiu a medalha de ouro nos 100m livre nesta quarta-feira. A prata foi para AIme Louise, do Iate Clube de Brasília, e o bronze para Barbara Jesus, do Minas Tênis Clube.

“Meu técnico diz que a gente tem que nadar o maior número de provas possível. Minhas especialidades são os 200m e os 400m livre, mas eu me arrisco nos 100m e deu certo. Estou muito feliz com o resultado”, disse.

Na mesma prova, mas no Júnior 2, Ana Carolina Vieira, integrante do time olímpico que foi aos Jogos de Buenos Aires 2018, driblou as dificuldades desta temporada para chegar ao título dos 100m livre com a marca de 56s12. A prata foi para a também atleta olímpica da juventude Rafaela Raurich (57s16) e o bronze para Fernanda Andrade (57s27).

“Esse ano não tá sendo fácil para mim. Quero agradecer muito aos meus amigos e companheiros de treino. Fazia bastante tempo que eu não conseguia nadar para 56s baixo, então chegar nesse tempo ainda mais neste ano que tem sido um pouco complicado é muito emocionante para mim”, falou a campeã.

Quem brilhou de novo foi Murilo Sartori. Depois de quebrar o recorde de campeonato nos 200m livre, ele nadou os 100m livre para 49s93 e garantiu mais uma medalha de ouro no Troféu Julio de Lamare. A prata foi para Lucas Souza com 50s19 e o bronze para Victor Baganha que terminou com 50s64.

“Não foi o tempo que eu esperava. Claro que eu queria baixar minha marca, mas, como disse ontem, foi bom para ver onde posso acertar para o Troféu Brasil – Maria Lenk do ano que vem que é a seletiva olímpica”, contou.

Outro integrante do time olímpico da juventude brasileiro que foi a Buenos Aires voltou a brilhar.  André Calvelo – que também foi ao Mundial de Gwangju e ao Mundial Militar na China – conquistou o ouro na mesma prova, mas no Júnior 2. Esta foi a última prova individual do atleta no Troféu Julio de Lamare.

“Queria nadar para 48s, mas Deus sabe de todas as coisas. Cheguei há pouco tempo da China, com o fuso horário ainda no meu corpo, mas isso não é desculpa. Do meu lado tinham competidores muito fortes e eu queria vencer. Estou feliz de ter conquistado mais essa medalha”, concluiu.

No revezamento 4x200m livre feminino, a equipe do Corinthians, formada por Marcela Ribeiro, Natalia Silva, Giulia Chicon e Sofia Rondel, estabeleceu o novo recorde de campeonato com 8m22s87 e conquistou a medalha de ouro. Entre os homens, melhor para a equipe da Unisanta, formada por Bruno Dutra, André Calvelo, Lucas Souza e Izaac Souza, também estabeleceu a nova marca do campeonato com 7m27s08.

A competição segue nesta quinta-feira, com eliminatórias às 9h30 e finais às 17h30 (de Brasília). As provas desta serão: 200m medley, 800m livre (apenas masculino), 100m borboleta, 1500m livre (apenas feminino).


Departamento de Comunicação - CBDA