CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Natação

18/08/2014 00:00:00

Dia de Matheus Santana em Nanquim


Rio de Janeiro/RJ – O velocista Matheus Santana entra em ação na noite desta segunda-feira (Eliminatórias), 18/08, em sua primeira (...)

Rio de Janeiro/RJ – O velocista Matheus Santana entra em ação na noite desta segunda-feira (Eliminatórias), 18/08, em sua primeira prova individual, os 50m livre, com o melhor tempo de entrada da competição (22s16). Matheus é o atual recordista mundial dos 100m livre (48s35) e já está com a prata do revezamento 4x100m livre misto pendurada no peito, que foi conquistada com Luiz Altamir, Natalia de Luccas e Giovanna Diamante no primeiro dia de copetições na China. O nadador que compete atualmente pela Unisanta/SP, está com 18 anos e desponta como uma das promessas do país para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Portador de diabetes, Matheus foi cortado do Mundial Júnior de 2013, realizado em Dubai, por questões de saúde, mas voltou com a carga máxima já no final do mesmo ano, nas principais competições nacionais. O presidente da CBDA, Coaracy Nunes Filho, ressaltou que a entidade vem somando esforços com patrocinadores, o Ministério dos Esportes, Comitê Olímpico do Brasil e clubes para que a nova geração tenha condições de atingir suas metas. - A Confederação tem realizado inúmeras ações de treinamento, competições, clínicas, investimento em equipes multidisciplinares entre muitas outras coisas para que os atletas juniores possam estar em igualdade de condições com os da mesma faixa etária das principais potências. Descemos nos detalhes da preparação de cada um com todos os envolvidos e não só técnicos, mas os parceiros como Correios, Ministérios do Esporte e Comitê Olímpico. Não tem sido um trabalho fácil, mas está dando frutos que apontam para um futuro de novas conquistas para o país – disse. O supervisor técnico de natação, Ricardo de Moura, explicou quais as diferenças que marcam o grupo que competiu na edição dos Jogos Olímpicos de 2010 para o que está agora em Nanquim. - Aprendemos muito com a primeira competição e tomamos medidas importantes. Modificamos o período de competições da garotada, aproximando as datas com as da equipe adulta. Desta forma, o trabalho foi muito semelhante e isso já foi pensando em 2016. Mantivemos o foco na faixa etária deles, ou seja, tivemos a preocupação em não queimar etapas. Alguns poderiam estar no grupo do pan-Pacífico, por exemplo, mas é importante que cumpram esta fase. Um bom exemplo disto é a lituana Ruta Meilutyte que é medalhista olímpica de Londres 2012 e está em Nanquim. Algumas providências foram dolorosas, mas necessárias, como o corte do Matheus Santana no Mundial Júnior do ano passado – explicou. Além de Matheus, o dia de provas em Nanquim tem grandes possibilidades para o país. Natalia de Luccas, quarta colocada nos 100m costas, nos 200m do mesmo estilo, que é sua principal prova. Ela está com o sexto tempo de entrada (2m12s09), que é recorde sul-americano absoluto. Bruna Primati estará na série forte dos 800m livre, que acontece no início das finais da manhã de terça-feira, 19/08, no Brasil. Ela tem o quinto tempo de entrada na prova (8m47s38) feitos no Troféu Maria Lenk deste ano, em São Paulo. Giovana Diamante é a 11ª nos 50m borboleta (27s40) e Vitor Guaraldo, o 13º nos 50m costas (26s39). A competição em Nanquim está apenas no seu segundo dia e a delegação brasileira de natação, que conta com oito atletas, já fez uma medalha de prata e outras quatro finais. Natação Brasileira – Resultados 2014 Prata 4x100m livre misto - Matheus Santana, Luiz Altamir, Natalia de Luccas e Giovanna Diamante – 3m31s55. Outras finais 4º Natalia de Luccas – 100m costas – 1m01s35 7º Luiz Altamir Melo - 400m livre – 3m55s07 7º Luiz Altamir Melo – 200m livre – 1m50s51 8º Andreas Mickosz – 100m peito – 1m02s82