CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Pólo Aquático

13/06/2017 16:48:38

Equipe feminina definida


Mundial de Budapeste 2017

Foto: CBDA/Divulgação Equipe feminina definida
13/06/2017 16:48:38

Melani Dias - Mundial de Kazan 2015. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Rio de Janeiro/RJ – A seleção brasileira de polo aquático feminino que irá defender o país no Mundial dos Esportes Aquáticos está definida. O Brasil estreia dia 16/07, contra a China, na competição que vai de 14 a 31/07, em Budapeste. Os demais jogos do feminino na fase preliminar serão contra a Itália (18/07), e com o Canadá (20/07). O time masculino ainda aguarda definição.

As jogadoras se originam de cinco clubes no Rio e em São Paulo: Victoria Chamorro, Mariana Duarte e Ana Alice Amaral (Paineiras do Morumby); Diana Abla, Marina Zablith, Gabriela Mantellato, Viviane Bahia e Melani Dias (Esporte Clube Pinheiros); Letícia Belório, Mylla Pereira e Kemily Leão (ABDA-Bauru); Samantha Ferreira (Flamengo); e Raquel Sá (Botafogo). A comissão técnica será formada pelo técnico Eduardo Abla, o médico Claudio Cardone e Paulo Rogério Rocha como coordenador de seleções. O Brasil terá ainda Natacha Florestano como árbitra.

 Além do Grupo A (Brasil, China, Itália e Canadá), outros três grupos estão na disputa em Budapeste: B (Nova Zelândia, África do Sul, Espanha e Estados Unidos), C (Japão, Holanda, Hungria e França) e D (Austrália, Rússia, Cazaquistão e Grécia).

Piscina Alfred Hajos

 Os jogos de polo aquático acontecerão em um local lendário para o polo aquático húngaro: o complexo Alfred Hajos, na ilha Margaret. O atleta que dá nome ao espaço foi o primeiro compeão olímpico do país que é uma das forças planetárias do pólo aquático. Ele foi campeão em duas provas de natação nos primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, em Atenas 1896. Gerações de jogadores treinaram na Alfred Hajos. Competidores que construíram a impressionante história de nove títulos olímpicos para Hungria no pólo aquático.

 A atual diretoria da CBDA reafirma seu compromisso com os princípios da transparência, gestão democrática e moralidade. 

Os Esportes Aquáticos do Brasil contam com recursos dos Correios - Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros -, Lei Agnelo/Piva - Governo Federal - Ministério do Esporte, COB e Estácio.


Eliana Alves/Souza Santos/Mariana de Sá