CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Saltos Ornamentais

19/04/2017 21:42:51

Dois ouros para o Brasil no segundo dia de Saltos


Sul-Americano Juvenil 2017

Foto: CBDA/Divulgação Dois ouros para o Brasil no segundo dia de Saltos
19/04/2017 21:42:51

Cali / COL – No segundo dia do XXVI Campeonato Sul-Americano de Saltos Ornamentais, o Brasil conquistou as suas primeiras medalhas de ouro, na competição, com Anna Lucia dos Santos e Kawan Pereira.  Disputadas na tarde desta quarta-feira, 19/04, em Cali, na Colômbia, as quatro provas de hoje contaram com presença do Brasil em todos os pódios, com cinco medalhas conquistadas.

A primeira delas veio com Anna Lucia dos Santos, a Aninha, que conquistou o título do trampolim de um metro, do Grupo A, ao somar 259.20 pontos. Raiane Silva, com 297.10 pontos, ficou na quinta colocação. Aninha e Raiane disputaram juntas o trampolim de três metros sincronizados, na primeira etapa, em que não realizaram todos os saltos.

- A prova foi boa, consegui me concentrar bem e fiz meu melhor. Ontem aconteceu um erro e isto me fez manter mais o foco e acho que me ajudou bastante. Me sinto um pouco mais responsavel em fazer melhor, por já ter tido esta experiencia, para poder sempre melhorar. Hoje me sinto mais experiente e mesmo animada com a medalha sei que não posso perder o foco - comemtou Anna Lucia, que disputa na Colômbia seu segundo sul-americano junior.


Kawan Pereira 

- Hoje a prova foi muito boa, gostei bastante das minhas saídas. Me concentrei muito para buscar esse primeiro lugar. Eu já comecei com o pé direito, estava feliz com a primeira medalha e hoje vim mais inspirado. Sei que posso melhorar, mas estou indo muito bem – comentou Kawan Pereira.


Luis Felipe Moura

- Estou muito feliz, porque este ano eu consegui uma pontuação melhor, com esta série. Acho que foi muito bem e estou ganhando experiência. São dois sul-americanos, duas medalhas, e agora quero ainda mais – analisou Luis Felipe, que com 14 anos, tem idade para saltar na próxima competição juvenil, em 2019.

Na terceira prova da tarde, Isaac Souza Filho, o atleta mais experiente da equipe, protagonizou uma das mais emocionantes prova do torneio. Com 485.10 pontos, Isaac ficou a 85 décimos do primeiro lugar, no trampolim de um metro (Grupo A). Em primeiro ficou Daniel Restrepo, da Colômbia, que somou 485.95.  Isaac ficou com a medalha de prata, sua segunda na competição, em duas provas disputadas.


Isaac Souza Filho

- Foi um dia bem feliz pra mim, não esperava tanto dessa prova. Minha série obrigatória (saltos) foi para 8,59, e na livre dei uma escorregadinha, mas tudo bem. A cada prova que acontece, a gente vai entrando mais tranquilo, no clima ideal. Amanhã venho para os três metros, trampolim, mais relaxado, mas vou em busca de mais uma medalha - analisou Isaac Souza Filho, que junto com Kawan Pereira, levaram a prata no Trampolim de três metros sincronizado, no primeiro dia. 

Rebeca Maria Santana, na ultima prova da etapa, garantiu mais uma medalha para o país, em sua estreia no Sul-Americano. Rebeca conquistou a terceira posição no trampolim de três metros, grupo B, com 331.50 pontos. A vitória ficou com Stefanie Madrigal, da Colômbia (350.65), e a prata com Paola Zambrano, da Venezuela (335.10).

- Gostei bastante, consegui colocar em prática tudo que tínhamos treinado. Foi uma prova muito boa. É muito gratificante chegar aqui e subir ao pódio.  É saber que a gente treina forte durante anos e anos para poder chegar lá. Agora quero terminar bem a competição, continuar treinando forte para as próximas competições e seleções  - comentou Rebeca que fez sua estreia internacional com os saltos ornamentais, depois de chegar a defender a seleção brasileira de ginastica acrobática, em um Mundial da modalidade.


Rebeca Maria

Com apenas 14 anos de idade, Rebeca começou a praticar saltos ornamentais em 2014, na UNB e faz parte do projeto "Saltando Para o Futuro".

Os Esportes Aquáticos do Brasil contam com recursos dos Correios - Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros -, Lei Agnelo/Piva - Governo Federal - Ministério do Esporte, COB, Speedo e Estácio.

Atletas do Brasil Anna Lucia dos Santos - Grupo A, Isaac de Souza Filho - Grupo A, Raiane da Silva - Grupo A, Kawan Pereira - Grupo B, Luis Felipe Moura - Grupo B, Rebeca Maria de Santana - Grupo B, Paula Rayssa de Souza - Grupo C, Rafael de Araujo - Grupo C, Rafael de Almeida - Grupo C. 
Treinadores: Alexander Ferrer Valiente, Fabiana Izumi Hashimoto e Gabriel Serra. Ricardo Moreira – Chefe de equipe.

Resultados
Trampolim 1 metro – Feminino - Grupo A 

1) Anna Lucia dos Santos – Brasil – 259.20
2) Daniela Correa – Colômbia – 334.60
3) Elizabeth Noguera – Venezuela – 330.25
5) Raiane da Silva – Brasil – 297.10

Trampolim 3 metros – Masculino - Grupo B 
1) Kawan Pereira – Brasil – 444.60
2) Jean Hoyos – Colômbia – 431.95
3) Luis Felipe Moura – Brasil – 426.30

Trampolim 1 metro – Masculino - Grupo A 
1) Daniel Restrepo – Colômbia – 485.95
2) Isaac Souza Filho – Brasil – 485.10
3) Oscar Briceno – Venezuela – 447.10

Trampolim 3 metros – Feminino - Grupo B

1) Stefanie Madriga – Colômbia – 350.65
2) Paola Zambrano – Venezuela – 335.10
3) Rebeca de Santana – Brasil – 331.50



Programação

Dia 3 - 20/04

Trampolim 1 metro – Feminino - Grupo B 
Trampolim 3 metros – Masculino - Grupo A

Trampolim 1 metro – Masculino - Grupo B

Trampolim 3 metros – Feminino - Grupo A

Dia 4 – 21/04

Plataforma – Masculino -Grupo B

Trampolim 1 metro - Feminino - Grupo C

Plataforma - Feminino - Grupo B

Trampolim 1 metro – Masculino - Grupo C

Equipo (3mts/plat) – Misto - Grupos A-B


Dia 5 – 22/04

Plataforma - Feminino - Grupo A

Trampolim 3 metros – Masculino - Grupo C

Plataforma – Masculino - Grupo A

Trampolim 3 metros - Feminino - Grupo C

Trampolim Sincronizado 3 metros - Misto - Grupo A-B



Mariana de Sá