CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Saltos Ornamentais

06/04/2018 20:38:23

Penúltimo dia do Troféu Brasil de Saltos Ornamentais termina com surpresas positivas


Kaik Sousa desbanca Ian Matos e Jackson Rondinelli e vence no Trampolim de 1 metro masculino

Foto: CBDA/Divulgação Penúltimo dia do Troféu Brasil de Saltos Ornamentais termina com surpresas positivas
06/04/2018 20:38:23

(Rio de Janeiro, 6 de abril de 2018) Em dia de finais, sem provas eliminatórias, algumas surpresas positivas no terceiro dia de competição do Troféu Brasil de Saltos Ornamentais. Foram 5 provas disputadas, entre masculino, feminino e mista. Destaque para o atleta do Tuna, Kaik Sousa, que sagrou-se vitorioso no trampolim de 1 metro masculino, vencendo o experiente e multicampeão atleta do Fluminense, Ian Matos. 28 anos.

Na primeira prova do dia, às 9 horas, a dupla do Fluminense, Luiz Felipe Outerelo e Ian Matos, conquistou o ouro, com 340,47 pontos. Francisco Montoya e Jackson Rondinelli do Pinheiros ficou com a segunda colocação e Caio Magalhães e Igor Justino do CSCA, com 275,55 pontos, ficaram com a medalha de bronze, fechando o pódio do Sincronizado Trampolim de 3 metros.

Já no Trampolim de 1 metro feminino, medalha de ouro para a campeã do Fluminense, Tammy Galera, com 232,20 pontos. Luana Lira do CIEF, conquistou a prata, com 225,00 e Natali Cruz do ANADO, garantiu o bronze, com 213,80 pontos.

No período da tarde, aconteceram as finais do Trampolim de 1 metro masculino, do Sincronizado Plataforma feminino e a prova mista do Trampolim de 3 metros. Destaque para o atleta do TUNA, Kaik Souza, que garantiu o ouro no Trampolim de 1 metro, ao atingir 337,40 pontos, ficando a frente de Ian Matos (316,35) e Jackson Rondinelli (314,20), atletas do Fluminense e Pinheiros, respectivamente.

“Estou muito feliz, pois foi uma prova muito difícil, aonde eu enfrentei grandes nomes do esporte brasileiro e pude ganhar a medalha de ouro. Trabalhei e rezei muito pra conquistar o primeiro lugar e deu certo”, disse o jovem atleta de Belém do Pará, Kaik Souza.

Na prova 13 da competição, Sincronizado Plataforma Feminino, melhor para as gêmeas do ANADO, Natali Cruz e Nicoli Cruz, que venceram a competição com 246,15 pontos, superando a dupla do Fluminense, Danielle Robles e Ingrid Oliveira, com 233,88 pontos e as atletas do IPB, Andressa Mendes e Giovanna Pedroso, que somaram 222,21 pontos.

“Nós queríamos ter saltado um pouco melhor, mas o nervosismo atrapalhou um pouco. De qualquer forma, foi bom, porque tinha um tempo que não ganhávamos essa prova”, disse Natali. Já Nicoli aproveitou para falar sobre os objetivos da temporada de 2018. “Agora é trabalhar mais pra conquistar os nossos objetivos. E um dos nossos objetivos é aumentar o grau de dificuldade da série e melhorar essa pontuação”, completou.

Na última prova do dia, Tammy Galera e Ian Matos, subiram ao lugar mais alto do pódio no Parque Aquático Maria Lenk. A dupla do Fluminense, somou 245,49 pontos, conquistando a medalha de ouro. Maria Moura e Luis Moura do IPB, fizeram 217,83 e Ana Beatriz e Mateus Miranda do Pinheiros, fecharam com 176,49 pontos.

“Foi meu último dia do Troféu Brasil e estou bem feliz com os resultados de hoje. Agora é treinar para o Sul-Americano no segundo semestre”, finalizou Ian Matos, atleta do Fluminense e da Seleção Brasileira.

Neste sábado (7), a competição acontece apenas no período da manhã, à partir das 9 horas, com mais três provas para fechar o Troféu Brasil de Saltos Ornamentais de 2018. O evento que serve como seletiva para várias competições internacionais, está sendo transmitido ao vivo pelo site oficial da CBDA e não cobra ingresso para o público prestigiar.

As fotos do dia, estão disponíveis no Flickr oficial da CBDA: https://www.flickr.com/photos/[email protected]/sets/72157695362475935



Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)

Fundada como Confederação Brasileira de Natação (CBN), em 21 de outubro de 1977, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos completou 40 anos de fundação, em 2017. Atualmente, o presidente da CBDA é Miguel Cagnoni.

A nomenclatura foi mudada em 1988 para adequação, já que a CBDA administra cinco modalidades: natação, maratona aquática, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. A CBDA, atualmente, tem todos os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, como federações filiadas.

O Correios, patrocinador oficial da entidade, é parceiro da Confederação desde 1991 e é parte de todas as medalhas e formação de novos atletas nas cinco modalidades.



Departamento de Comunicação - CBDA