CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Saltos Ornamentais

07/04/2018 12:58:33

Fluminense é unodecacampeão do Troféu Brasil de Saltos Ornamentais


Ingrid Oliveira foi a grande destaque da competição, garantindo o índice A para o Grand Prix do Canadá

Foto: CBDA/Divulgação Fluminense é unodecacampeão do Troféu Brasil de Saltos Ornamentais
07/04/2018 12:58:33

(Rio de Janeiro, 7 de abril de 2018) O Fluminense conquistou pela décima primeira vez consecutiva o Troféu Brasil de Saltos Ornamentais. O primeiro Troféu Brasil organizado pela nova gestão da CBDA e realizado no Parque Aquático Maria Lenk, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, terminou na manhã deste sábado (7), com destaque para a atleta do Fluminense, Ingrid Oliveira, que garantiu o índice A para o Grand Prix do Canadá deste ano.

No último dia de competição, foram realizadas mais três provas, das 17 disputadas durante os quatro dias de evento. Na primeira prova do dia, no Sincronizado Plataforma masculino, vitória da dupla Isaac Souza e Jackson Rondinelli, que atingiram a pontuação de 337,53 pontos. Na segunda colocação, Luiz Felipe Outerelo e Renato Leite, com 277,92 pontos e fechando o pódio, Igor Justino e João Felipe Dias, com 248,13.

Isaac Souza do Instituto Pró-Brasil falou sobre a experiência de competir com o atleta do Pinheiros. “É sempre uma experiência nova competir com o Jackson, até porque nós não treinamos no mesmo local. E mesmo assim, conseguimos fazer uma boa pontuação, mas pretendemos melhorar”, disse Isaac. Jackson Rondinelli preferiu valorizar a amizade com o Isaac. “Nós somos bem amigos e isso facilita pegar o ritmo. Além disso, existe uma interação entre os nossos treinadores, facilitando no dia da competição”, finalizou Jackson.

No Sincronizado Trampolim 3 metros feminino, medalha de ouro também para outra dupla que não é do mesmo clube. Luana Lira do CIEF e Anna Lucia do Mackenzie de Brasília, fecharam com 229,26 pontos, seguidas pela dupla do Fluminense, Gabriella Reis e Tammy Galera, com 227,82 pontos e bronze para a dupla do IPB, Bruna Maia e Maria Luisa Moura, com 210,39 pontos. “Estamos felizes com a medalha de ouro, pois decidimos competir juntas na véspera da competição, apesar de treinarmos na mesma cidade”, disse a dupla campeã, Luana e Anna.

Na última prova do dia e da competição, melhor para a dupla do Fluminense, Ingrid e Outerelo, que fizeram 283,08 pontos na Plataforma Mista. Medalha de prata para a dupla do IPB, Maria e Rafael, que pontuaram 191,46 e bronze para os atletas do Pinheiros, Ana Beatriz e Mateus, com 167,13 pontos.

Outerello vinha de lesão e valorizou as medalhas conquistadas no Troféu Brasil. “Fiquei feliz com o resultado final, pois vinha de uma lesão e garanti 3 ouros e uma prata na competição, além de vencer essa prova que eu a Ingrid nunca perdemos aqui no Brasil”, disse Outerelo. Já Ingrid falou sobre a conquista do Índice e os próximos passos da temporada.  “Também estou bem feliz por ter conseguido fazer o Índice e por toda a competição. Agora é continuar trabalhando forte para as próximas competições da temporada”, completou a atleta da Seleção Brasileira.

O Fluminense foi o campeão do Troféu Brasil de Saltos Ornamentais pela décima primeira vez consecutiva, com 308 pontos, seguido pelo Instituto Pró-Brasil, com 234,5 pontos e o bronze ficando para o Pinheiros, com 203,5 pontos.

A técnica do clube carioca, Andreia Boehme, valorizou a conquista e o trabalho exercido no clube. “É muito trabalho e borda de piscina, que traz esses resultados bonitos para o clube. Temos uma equipe muito unida e uma diretoria que está sempre nos apoiando, pois esse trabalho é feito com os atletas desde o juvenil, ou seja, há 11 anos no clube, o que nos deixa muito feliz com mais esse título”, disse a técnica do clube multicampeão.

E para fechar o cerimonial de premiações, os atletas que mais pontuaram pelos seus clubes. No feminino, a experiente Tammy Galera do Fluminense, atingiu 42 pontos. E no masculino, a grande surpresa da competição, o atleta de Belém do Pará, Kaik Souza do TUNA/SELL, que conquistou 41 pontos e não escondeu a emoção e a felicidade com a conquista. “Sinceramente, eu não esperava conquistar tantos pontos e as medalhas, mas estou muito feliz e motivado. Agradeço a todos que me incentivaram até aqui e tenho certeza que isso vai me motivar ainda mais para eu continuar treinando para conquistar muito mais coisas na minha carreira”, disse emocionado, o jovem de 18 anos.

O supervisor de Saltos Ornamentais da CBDA, Eduardo Falcão, valorizou a organização feita pela nova gestão, além das inovações que a competição trouxe ao público. “Foi um evento sensacional e gostaria de agradecer e parabenizar aos atletas, técnicos, clubes e aos nossos patrocinadores. O primeira da nova gestão da Confederação, já chegou com a novidade do placar eletrônico e a transmissão ao vivo pelo site oficial da CBDA. O trabalho continua e nós temos muito mais para fazer pelo esporte”, finalizou Falcão.

As fotos da competição, estão disponíveis no Flickr oficial da CBDA: https://www.flickr.com/photos/[email protected]/albums/72157665501632977


Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)

Fundada como Confederação Brasileira de Natação (CBN), em 21 de outubro de 1977, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos completou 40 anos de fundação, em 2017. Atualmente, o presidente da CBDA é Miguel Cagnoni.

A nomenclatura foi mudada em 1988 para adequação, já que a CBDA administra cinco modalidades: natação, maratona aquática, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. A CBDA, atualmente, tem todos os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, como federações filiadas.

Os Correios, patrocinador oficial da entidade, é parceiro da Confederação desde 1991 e é parte de todas as medalhas e formação de novos atletas nas cinco modalidades.



Departamento de Comunicação - CBDA