CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Saltos Ornamentais

29/11/2018 21:22:27

Segundo dia de Taça Brasil de Saltos Ornamentais tem índices alcançados


Atletas alcançam índices para competições internacionais

Foto: Segundo dia de Taça Brasil de Saltos Ornamentais tem índices alcançados
29/11/2018 21:22:27

(Rio de Janeiro, 29 de novembro de 2018)  Em seu segundo dia, a Taça Brasil de Saltos Ornamentais tem grandes destaques para mundiais aquáticos de 2019. Pela manhã, a atleta do Fluminense, Juliana Veloso, conquistou a medalha de ouro e índice para FINA Grand Prix e Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2019, com a marca de 275,95 na final do trampolim de 3 metros feminino. Competição seguiu durante a tarde desta quarta-feira (29) com as finais de plataforma do masculino, trampolim de 3 metros feminino e equipes.

Na segunda parte da competição, os destaques foram para Isaac Souza Filho (414,70) na final de plataforma masculina, Luiz Felipe Outerelo e Ingrid Oliveira (348,55) na final de equipes; os atletas conquistaram índices para FINA Grand Prix e Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos. A disputa também teve a prova de salto sincronizado feminino, com a dupla Daniele Robles e Ingrid Oliveira conquistando o lugar mais alto do pódio com a nota de 241,89.

“Estou muito feliz com meu resultado, embora não tenha treinado como gostaria por conta de lesões na coluna, estou feliz pela medalha de ouro. É muito gratificante para mim, saber que todo meu esforço valeu a pena. Espero representar muito bem o Brasil no ano que vem”, disse Isaac Souza Filho, campeão da plataforma, do Instituto Pró-Brasil.

Veja as melhores colocações do segundo dia de Taça Brasil de Saltos Ornamentais:

Trampolim 3m feminino: 

1º - Juliana Veloso (275,95)

2º - Luana Lira (248,25)

3º - Anna Lucia Santos (237,40)

4º - Thais Rocha (219,75)

5º - Nicoli Cruz (204,60)

6º - Rebeca Santana (201,15)

Plataforma masculino:

1º - Isaac Souza Filho (414,70)

2º -  Kawan Pereira (350,60)

3º - João Felipe Dias (296,60)

4º - Jackson Rondinelli (281,15)

5º - Ian Matos (273,25)

6º - Igor Justino (233,65)

Equipes:

1º - Luiz Felipe Outerelo e Ingrid Oliveira (348,55)

2º - Kawan Pereira e Rebeca Nascimento (331,00)

3º - Thais Rocha e Jackson Rondinelli (253,05)

Sincronizado trampolim 3m Feminino:

1º - Danielle Robles e Ingrid Oliveira (241,89)

2º - Rebeca Nascimento e Anna Lucia Santos (233,43)

3º - Raiane Silva e Thais Rocha (205,17)]

Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA)

Fundada como Confederação Brasileira de Natação (CBN), em 21 de outubro de 1977, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos completou 40 anos de fundação, em 2017. Atualmente, o presidente da CBDA é Miguel Cagnoni.

A nomenclatura foi mudada em 1988 para adequação, já que a CBDA administra cinco modalidades: natação, maratona aquática, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado. A CBDA, atualmente, tem todos os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, como federações filiadas.

O Correios, patrocinador oficial da entidade, é parceiro da Confederação desde 1991 e é parte de todas as medalhas e formação de novos atletas nas cinco modalidades.



DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO - CBDA