Notícias

Cielo entra na semifinal. Reveza entra na Olimpíada

30/03/2007

Melbourne/AUS – O brasileiro César Cielo “voou baixo” na Rod Laver Arena e fez o melhor tempo de sua carreira nos 50m livre (22s25), o sexto entre todos os 175 nadadores que caíram na piscina, que leva o nome de Suzan O´Neill. Cielo disputa a semifinal de hoje (sex) à noite (manhã, no horário de Brasília, a partir das 6h). Já o revezamento 4x200m livre masculino brasileiro bateu o recorde sul-americano (7m20s00), terminou em 11º lugar e garantiu sua vaga nos Jogos Olímpicos de Pequim/2008.

Para carimbar o passaporte olímpico, os revezamentos precisam chegar entre os 12 mais bem colocados. Mesmo sem conseguir vaga na fina da prova, o  quarteto brasileiro, formado por Thiago Pereira, Rodrigo Castro, Nicolas Oliveira e Armando Negreiros, terminou em 11º e superou a marca continental de 7m22s70 do revezamento brasileiro, 9º colocado nas Olimpíadas de Atenas/2004. Na ocasião, o time era constituído por Rodrigo Castro, Bruno Bonfim, Carlos Jayme e Rafael Mosca.

Quem conseguiu chegar à final foi o paulista César Cielo.

- Eu vim para Melbourne, acreditando mais nos 50 do que nos 100 metros. Fiz um bom polimento e tenho tudo para ir bem à noite (manhã no Brasil), pois nadar de manhã aqui está complicado. Por isso, gostei muito de meu tempo, que é a minha melhor marca na prova. Mas os 50 metros é imprevisível, e depende muito de como você acordou no dia, seu estado de ânimo, etc. – disse Cielo, que tinha como melhor tempo nos 50m livre, 22s32, de dezembro passado e pode quebrar logo mais, o recorde de Fernando Scherer, de 22s18, em 1998, ano em que “Xuxa” foi considerado o melhor nadador do mundo. O outro brasileiro na prova, Nicolas Oliveira, ficou em 46º lugar, com 23s43, e se conformou, pois “esta não é a minha prova e até fui razoável”.

O melhor nadador das eliminatórias dos 50m livre foi o experiente polonês Bartosz Kizierowski, nascido em 1977 – 10 anos antes de Cielo –  com 22s03. Bartosz treina o brasileiro Henrique Barbosa nos Estados Unidos e conquistou bronze nesta prova no Mundial de Montreal/2005. Logo a seguir vieram à frente de Cielo, o australiano Eamon Sullivan (22s06), medalhista de bronze nos 100m livre; o americano Cullen Jones (22s09), atual vice-campeão mundial em piscina curta – Xangai/2006; o sueco Stefan Nystrand (22s12), vice-campeão mundial dos 50m livre em piscina curta no Mundial de Indianápolis/2004; e o outro americano, Benjamin Wildman-Torbriner (22s20).

O atual campeão mundial e bronze olímpico dos 50m livre, o sul-africano Roland Schoeman, também se classificou para a semifinal, com o 10º tempo (22s34). Outro classificado, com a 13ª marca, 22s50, é o canadense Brent Hayden, um dos campeões mundiais dos 100m livre, empatado com o italiano bicampeão, Filippo Magnini. Apenas 60 centésimos separaram Bartosz do último qualificado para as semifinais, com 22s63, o argelino Salim Iles.  Os Estados Unidos, acompanhado por Austrália, Suécia, França e África do Sul, colocaram cada um dois nadadores nas semifinais dos 50m livre masculino.

A prova dos 100 metros borboleta definiu o revezamento 4x100m medley brasileiro para o  último dia de competição, no próximo domingo, dia 1/04. Já estavam definidos os nadadores dos estilos costas (Thiago Pereira), peito (Henrique Barbosa) e livre (César Cielo). O do penúltimo estilo será Gabriel Mangabeira, que fez 53s16 nas eliminatórias e ficou em 17º lugar, ficando a uma posição das semifinais, atrás do bielorusso Yauheni Lazuka, 53s10. Manga será o primeiro reserva e só irá nadar se algum atleta desistir por qualquer motivo. O brasileiro viu duas séries antes da sua, seu recorde sul-americano ser quebrado. O venezuelano Albert Subirats marcou 52s15 e terminou na quarta posição, logo depois de Michael Phelps, terceiro, com 51s95. O melhor foi o recordista mundial da prova, o americano Ian Crocker, que competiu na série de Mangabeira, com 51s44, à frente do sérvio Milorad Cavic (51s70), que nadou na primeira das 16 séries.  Fernando Silva fez 53s55 e terminou na 25ª posição.

- Não é mole ficar em 17º. Foi por muito pouco. Eu vi o Subirats bater meu recorde, mas não levo isto pra piscina, senão nem dá pra nadar. Ele está bem e creio que fará abaixo dos 52 segundos na semifinal – disse Mangabeira. Já Fernando viu melhoras em sua performance: “Foi minha melhor prova (Fernando competiu também nos 50m e 200m do estilo). Para quem vem de parado, após a contusão no joelho, em dezembro passado, acho que fui bem. Comecei a entrar na competição agora, no final.”

Para o revezamento medley, César Cielo disse que o maior objetivo será a tentativa de quebra do recorde sul-americano e a classificação entre os 12 melhores, o que garante a vaga olímpica.

- Pegar final nesta prova será bem mais difícil do que no 4x100m livre, inclusive porque o Thiago ainda nadará os 400m medley no mesmo dia – disse Cielo. A última etapa eliminatória (dom, 1/04) terá somente os 400m medley masculino (Thiago Pereira e André Schultz) e feminino (este sem a participação brasileira) e o 4x100m medley masculino.  

Nas eliminatórias deste sábado, 31/3, o Brasil cairá na piscina com Flavia Delaroli, nos 50m livre; e Gabriel Mangabeira e Leonardo Guedes, nos 50m costas. As provas de 1500m livre masculino; 50m peito e 4x100m medley feminino não terão a participação brasileira.

Eliminatórias do dia 30/3

50m borboleta fem (sem brasileiras) – 1) Danni Miatke – Austrália – 26s34
50m livre masc – 1) Bartosz Kizierowski – Polônia – 22s03 /  6) César Cielo – Brasil – 22s25   /  46) Nicolas Oliveira – Brasil – 23s43
800m livre fem (sem brasileiras) – 1) Laure Manaudou – França  – 8m25s65
100m borboleta masc – 1) Ian Crocker – EUA – 51s44 /  17) Gabriel Mangabeira – Brasil – 53s16  /  25) Fernando Silva – Brasil – 53s55
200m costas fem (sem brasileiras) – 1) Kirsty Coventry – Zimbábue – 2m07s99
4x200m livre masc –  1) EUA – 7m10s99  /  11)  Brasil (Thiago Pereira, Rodrigo Castro, Nicolas Oliveira e Armando Negreiros) – 7m20s00 (recorde brasileiro e sul-americano

Programação brasileira nos próximos dias em Melbourne – hora de Brasília:

Dia 30/3

Finais (transmissão do Sportv) a partir das 6h: Final dos 100m Livre fem / Final dos 200m Costas masc / Semifinal dos 50m Borboleta fem / Semifinal dos 50m Livre masc / Final dos 200m Peito fem / Semifinal dos 100m Borboleta masc / Semifinal dos 200m Costas fem / Final dos 200m Peito masc / Final dos 4x200m Livre masc
Eliminatórias (transmissão do Sportv) a partir das 21h: 50m Livre fem (Flavia Delaroli) / 50m Costas masc (Leonardo Guedes e Gabriel Mangabeira) / 50m Peito fem (sem brasileiras) / 1500m Livre masc (sem brasileiros) / 4x100m Medley fem (sem o Brasil)

Dia 31/3
Finais (transmissão do Sportv) a partir das 6h: Final dos 50m Borboleta fem / Final dos 50m Livre masc / Final dos 200m Costas fem / Semifinal dos 50m Peito fem / Final dos 100m Borboleta masc / Semifinal dos 50m Livre fem / Semifinal dos 50m Costas masc (SF) / 800m Livre fem (sem brasileiras) / 4x100m Medley fem (sem o Brasil)
Eliminatórias (transmissão do Sportv) a partir das 21h: 400m Medley masc (Thiago Pereira e André Shultz) / 400m Medley fem (sem brasileiras) / 4x100m Medley masc (Brasil)

Dia 01/04
Finais (transmissão do Sportv) a partir das 6h: 50m Costas masc / 50m Peito  fem / 400m Medley masculino / 50m Livre fem / 1500m Livre masc / 400m Medley fem / 4x100m Medley masc

Souza Santos

Compartilhar:

Patrocinadores