A nova marca da CBDA é a marca dos Brasileiros nos Esportes Aquáticos

Notícias

Natação brasileira vence com 21 medalhas em 30 provas

09/08/2002

Belém – Bons tempos, muitas medalhas e revelação de novos talentos. A natação brasileira encerrou nesta sexta-feira (09/08) sua participação nos Jogos Desportivos Sul-Americanos, em Belém, com o excelente saldo de 21 medalhas de ouro, 11 de prata e 10 de bronze. A equipe ainda conseguiu 13 dos 20 recordes de campeonato superados. O país terminou com 414 pontos, contra os 275 da Venezuela e 175 pontos da Argentina.


 


Talita Ribeiro foi a menina de ouro do Brasil. Ela venceu os 4x100m medley, 4x100m livre e ainda os 100m e 200m costas.Entre as mulheres, também brilharam Ivi Monteiro, Lílian Cerroni, Bárbara Jatobá, Marcelle Lopes e Ana Carolina Muniz, todas recordistas do campeonato em suas provas.


 


O masculino também não ficou atrás no quadro de medalhas. Lucas Salatta foi um dos grandes destaques com o ouro no 4x100m livre, 200m e 400m medleye um recorde em cada prova. Wesley Mancio, Daniel Novak, Alan Nagaoka, Rodrigo Oliveira e Thiago Pereira também colocaram o país no lugar mais alto do pódio.


 


No último dia de provas, Thiago Pereira venceu os 200m peito com recorde de campeonato e tempo próximo ao recorde sul-americano absoluto. Ele fez 2m17s94 e a marca absoluta de Marcelo Tomazini é 2m16s21.


 


O revezamento 4x100m livre masculino fechou o campeonato e deu ao Brasil a centésima medalha de ouro dos Jogos Sul-Americanos. Lucas Salatta, Rodrigo Oliveira, Wesley Mancio e Antônio Paz Vielmo fizeram uma prova emocionante com a equipe da Venezuela. O quarteto brasileiro terminou em 3m32s97 e o venezuelano, em 3m34s22.


 


A competição em Belém teve resultados muito acima das expectativas em número de medalhas, recordes e rendimento da equipe. Esta é a avaliação que fez o chefe da delegação, Rômulo Noronha.


 


- Foi realmente um resultado muito bom e acima do que nós esperávamos. Esta equipe mostrou que o Brasil tem uma geração forte sendo formada e um programa sério de trabalho em andamento. O sucesso dos Jogos Sul-Americanos serviu para motivar e dar um espírito de grupo aos atletas, que estão agora mais unidos. Já temos entre os que competiram em Belém muitos nomes que podem entrar na seleção que irá aos Jogos Pan-Americanos de 2003. Tudo isso sem contar que neste momento temos 24 atletas, dois médicos e uma equipe técnica fazendo o treinamento em altitude no México e que depois vai ao Pan-Pacífico – explicou.


 


Desistindo de desistir –Os Jogos Sul-Americanos serviram também para motivar alguns nadadores que pensavam em “pendurar os óculos” prematuramente. Este é o caso de Rodrigo Oliveira, que venceu os 50m e o 4x100m livre.


 


- Não queria disputar estes Jogos e cheguei a ficar um mês e meio sem cair na piscina. Pensei em parar de verdade, mas o presidente da CBDA, o Coaracy Nunes, me deu um super incentivo e disse que acreditava em mim. Isto me deu um tremendo impulso e decidi que iria fazer o melhor. Estou muito feliz porque ganhei uma medalha em cada prova que participei. Foi demais – disse.



Natação – 09/08




PAÍS


OURO


PRATA


BRONZE


BRASIL


04


02


02


VENEZUELA


02


02


02


ARGENTINA


01


01


01


PERU


-


-


01


CHILE


-


01


-


PARAGUAI


 


01


 


EQUADOR


-


-


01


 


Natação – Geral




PAÍS


OURO


PRATA


BRONZE


BRASIL


21


11


10


VENEZUELA


05


08


09


ARGENTINA


03


04


05


PERU


-


04


04


CHILE


01


02


01


PARAGUAI


-


01


-


EQUADOR


-


-


01


 


Mais Informações – www.cob.org.br / www.brasil2002.org.br


 
Eliana Alves

Compartilhar:

Patrocinadores

Patrocinadores CBDA