Notícias

Recordes, medalhas e índices olímpicos

11/08/2003

O primeiro dia de finais da natação nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo começou muito bem para o Brasil. Três índices para os Jogos Olímpicos de Atenas, uma medalha de prata e três de bronze, dois recordes sul-americanos e três brasileiros. Eduardo Fischer, Joanna Maranhão e Rodrigo Castro se juntam a Gustavo Borges e aos três revezamentos que já haviam conquistado o índice olímpico: 4x100m e 4x200m livre masculino e o 4x200m livre feminino.


Logo na segunda prova do dia, Eduardo Fischer bateu seu próprio recorde brasileiro e sul-americano dos 100m peito, melhorando-o em 45 centésimos, ao chegar em terceiro lugar com 1m01s88. O nadador catarinense é o que mais superou marcas continentais nos últimos 18 meses em piscinas longas (50 metros) e curtas (25 metros). O índice olímpico para esta prova é de 1m01s92.


Na terceira disputa, os 400m medley feminino, a jovem pernambucana Joanna Maranhão Melo, de apenas 16 anos, bateu seu próprio recorde brasileiro e conquistou um índice olímpico que estava bem distante do seu melhor tempo até então: 4m49s85. Pois Joanna, que chegou a dominar o começo da prova, melhorou sua marca em mais de três segundos e conseguiu a tão sonhada medalha individual feminina, bronze, com 4m46s38, quatro centésimos melhor do que o índice olímpico. As últimas nadadoras brasileiras a subirem ao pódio em Pans nas provas individuais foram Fabíola Molina e Gabrielle Rose, nos Jogos de Mar del Plata, em 1995. A argentina Georgina Bardach venceu os 400m medley, melhorando seu próprio recorde sul-americano: 4m43s40.


Nos 200m livre masculino, Rodrigo Rocha Castro também terminou em terceiro ao fazer seu melhor tempo (1m49s55). Rodrigo perdeu a medalha de prata na batida de mão. O índice olímpico é de 1m49s60.


E na mais emocionante prova do dia, o revezamento 4x200m feminino do Brasil conquistou a medalha de prata, com direito a recorde brasileiro e sul-americano: 8m10s54. O quarteto de prata, formado por Monique Ferreira, Mariana Brochado, Ana Carolina Muniz e Paula Baracho Ribeiro, nesta ordem, melhorou ainda mais a marca continental que já havia sido batida no Mundial de Barcelona, há menos de um mês, com 8m13s13. A prova, dominada amplamente pelas americanas, teve um time canadense aguerrido que tentou segurar a segunda colocação a todo custo. Monique, primeira a cair na água, terminou em terceiro. A recuperação começou com Mariana, que com técnica e raça imprimiu um ritmo muito forte e chegou a ultrapassar a canadense. Mesmo cansando nos últimos 50 metros, permaneceu emparelhada com a adversária, que ganhou na batida de mão. Ana Carolina Muniz dosou o fôlego em sua primeira metade, o que fez a terceira canadense abrir um pouco. Mas em sua segunda metade, Carol passou para o segundo lugar. E Paula Baracho manteve o posto, ficando à frente em cada virada da piscina. Os outros revezamentos da prova foram do México, Porto Rico e Peru.


A única prova em que o Brasil não subiu no pódio foi na primeira, os 100m livre feminino, em que Flavia Delaroli terminou na quarto posição e viu a argentina Florencia Szigetti, que dividiu a medalha de prata com uma americana, bater seu recorde sul-americano.


Resultados:
100m livre fem – 1) Courtney Shealy – EUA – 55s61 /  2) Christina Swindle – EUA – 55s92 e Florencia Szigeti – Argentina, 55s92 (recorde sul-americano) / 4) Flavia Delaroli – Brasil -  56s41 /  7) Rebeca Gusmão – Brasil – 57s43
100m peito masc – 1) Mark Gangloff – EUA – 1m00s95 (recorde dos Jogos Pan-Americanos) /  2) Jarrod Mars – EUA – 1m01s71 /  3) Eduardo Fischer – Brasil – 1m01s88 (recorde sul-americano e índice olímpico) / 5) Henrique Barbosa – Brasil – 1m02s81
400m medley fem – 1) Georgina Bardach – Argentina – 4m43s40 (recorde sul-americano) / 2) Kristen Caverly – EUA – 4m46s48 /  3) Joanna Maranhão – Brasil – 4m46s38 (recorde brasileiro e índice olímpico)
200m livre masc – 1) George Bovell – Trinidad y Tobago – 1m48s40 / 2) Dan Ketchum – EUA – 1m49s34 /  3) Rodrigo Castro – Brasil – 1m49s55 (índice olímpico) / 7) Rafael Mósca – Brasil – 1m52s60
4x200m livre fem – 1) EUA – 8m05s47 (recorde dos Jogos Pan-Americanos) /  2) Brasil (Monique Ferreira, Mariana Brochado, Ana Carolina Muniz e Paula Baracho Ribeiro) – 8m10s54 (recorde sul-americano) / 3) Canadá – 8m10s85


Eliana Alves / Souza Santos

Compartilhar:

Patrocinadores