A nova marca da CBDA é a marca dos Brasileiros nos Esportes Aquáticos

Notícias

Recordes sul-americanos encerram etapa Rio

12/09/2010

Rio de Janeiro/RJ – A Copa do Mundo de Natação terminou no Rio de Janeiro com recordes sul-americanos de Thiago Pereira e Gabriella Silva. O país ganhou 59 medalhas (16 ouro, 22 prata e 21 bronze). Thiago, que ganhou quatro medalhas de ouro, também ganhou o prêmio pela melhor performance masculina da competição (prova de 200m medley). A sueca Therese Alshammar ganhou o troféu no feminino pelo desempenho nos 100m borboleta.

Thiago Pereira conquistou duas medalhas de ouro no primeiro dia de provas (100m e 400m medley). Na segunda jornada ele começou com o ouro nos 200m livre (1m45s28) e faturou mais um nos 200m medley (1m52s72), com recorde sul-americano no medley e índice para Dubai nas duas provas.

O recorde anterior dos 200m medley (1m53s14) era do próprio Thiago, que com 52s35 também melhorou a própria marca dos 100m quatro estilos (52s42) no primeiro dia da Copa.

- Valeu muito. Estou me sentindo muito melhor que no Pan-Pacífico. Não esperava esses tempos e os recordes porque estou me readaptando a nadar sem o traje e estou recomeçando depois de uma semana de folga. Espero nadar todas as etapas da Copa do Mundo porque mudei de clube recentemente e ainda não posso competir pelo Corinthians. É uma pena porque ia ter o duelo Corinthians e Flamengo e seria legal, mas é regulamento e temos que respeitar – disse.

Gabriella Silva fez 25s93 e bateu por um centésimo o recorde sul-americano dos 50m borboleta que pertencia a Daynara de Paula, 25s94. Gabi passou por cirurgia no ombro no final do ano passado e já está completamente recuperada. Ela disputou o Campeonato Pan-Pacífico, em agosto, nos Estados Unidos, ainda sentindo um pouco a falta de preparo físico.

Cesar Cielo nadou os 50m livre em 21s16, tempo que venceu a disputa na Copa do Mundo, mas ainda não alcança a marca que ele pretende, 20s46. Em duas semanas, Cielo volta ao Parque Aquático Maria Lenk para competir outra vez em piscina curta, no Campeonato Brasileiro Absoluto – Troféu José Finkel. Ele e todos os atletas nacionais estão se preparando para acertar os detalhes, melhorar os tempos e confirmar lugar na seleção brasileira que vai à Dubai.

- O tempo não foi tão bom, mas foi ótimo porque o importante é ganhar. Esta é uma prova muito difícil em piscina curta porque exige mais atenção e técnica que na piscina olímpica. O saldo do torneio foi bom. O carinho da torcida é sempre legal e estou ansioso para sentir como será a torcida do Flamengo. Estou animado, o clube já é a minha segunda casa. No Finkel vou fazer tudo para ter o melhor desempenho para o Flamengo. O Rio de Janeiro é ótimo, muito acolhedor. Ainda não posso dizer nada sobre o futuro, vou decidir tudo depois do José Finkel – disse.

Felipe França Silva, ex-recordista mundial dos 50m peito, venceu os 100m do mesmo estilo (57s64) em pódio todo brasileiro completado por Henrique Barbosa (58s40) e Tales Cerdeira (58s52). Os três fizeram marcas para o Mundial dos Emirados Árabes, mas por enquanto as duas vagas da prova são de França e Cerdeira, este último pelo desempenho das eliminatórias da Copa.

- Está bom para a primeira etapa. Pretendo melhorar para o Troféu Finkel e para as próximas etapas da Copa do Mundo – disse Felipe.


Lucas Kanieski (14m53s19) ganhou a medalha de ouro dos 1500m livre e conseguiu índice para o Mundial de Dubai (14m56s97). Joanna Maranhão venceu os 400m medley (4m40s20) e os 200m borboleta (2m09s72) aumentando a lista de vitórias brasileiras na competição.

- Gostei. A competição foi ótima. Só me surpreendi com meu tempo no medley porque pensei que a prova de borboleta seria melhor – explicou.
A torcida, estimada em cerca de três mil pessoas, incentivou os nadadores brasileiros e impressionou os estrangeiros. Principalmente o assédio a Cesar Cielo e Thiago Pereira.

O alemão Steffen Driebler, vencedor dos 100m borboleta com 50s67, ficou impressionado com a manifestação dos torcedores.

- Foi a minha primeira vez no Rio e gostei muito da cidade. Fiquei feliz com todos os meus resultados e com a torcida na arquibancada. É incrível! Voltarei toda vez que for convidado – disse.

A japonesa Miyuki Takemura reinou no estilo costas. Ela venceu os 50, 100m e 200m. Os 100m, ela nadou no último dia em 58s01, seguida por Fabíola Molina (59s31) e pela sueca Therese Svendsen (1m00s19).

- Estava muito cansada. Foi o melhor que eu consegui. São muitas provas seguidas. Sabia que japonesa seria uma grande adversária, mas saí satisfeita com o índice nos 50m costas e mais uma medalha para o Brasil. Tenho que treinar bastante, principalmente para melhorar a virada, porque esse é o ponto forte da Miyuki  – disse Fabíola.

Outra japonesa, Sakiko Nakamura, conseguiu a vitória nas disputas mais longas do feminino, 400m (4m06s73) e 800m livre (8m27s53). Os  400m livre, no último dia de provas no Rio de Janeiro, ela foi seguida pela argentina Cecília Biagioli (8m30s21) e Poliana Okimoto (8m32s88).

Desta vez, o americano Randall Bal levou a melhor. Ele venceu os 50m costas (23s46), seguido pelo brasileiro Guilherme Guido (23s85) e pelo russo Arkady Vyatchanin (23s87). No primeiro dia, nos 100m costas, Guido ficou no degrau de ouro.

2ª etapa – Resultados finais (12/09/2010)
1500m livre M
= 1) Lucas Kanieski – Brasil – 14m53s19 / 2) Luiz Rogério Arapiraca – Brasil – 15m11s55  / 3) Kenichi Doki – Japão – 15m12s73
100m livre F =  1) Tatiana Lemos Barbosa – Brasil – 54s20 / 2) Flavia Delaroli-Cazziolato – Brasil – 54s52 / 3) Magdalena Kuras – Suécia – 54s88
200m livre M = 1) Thiago Pereira – Brasil – 1m45s28 / 2) Rodrigo Castro – Brasil – 1m46s55 / 3) Yuhui Jiang – China – 1m47s08
50m peito F = 1) Joline Hoestman – Suécia – 31s38 / 2) Kerstin Vogel – Alemanha – 31s82 / 3) Ana Carla Carvalho – Brasil – 32s03
100m peito M = 1) Felipe França Silva – Brasil – 57s64 /  2) Henrique Barbosa – Brasil – 58s40 /  3) Tales Cerdeira – Brasil – 58s52
400m medley F = 1) Joanna Maranhão – Brasil – 4m40s20 /  2) Larissa Cieslak – Brasil – 4m50s56 /  3) Julia Siqueira – Brasil – 4m58s12
100m borboleta M = 1) Steffen Deibler – Alemanha – 50s67 / 2) Glauber Silva – Brasil – 51s94 /  3) Nikolay Skvortsov – Rússia – 52s03
100m costas F = 1) Miyuki Takemura – Japão – 58s01 / 2) Fabíola Molina – Brasil – 59s31 / 3) Therese Svendsen – Suécia – 1m00s19
50m costas M = 1) Randall Bal – EUA – 23s46 / 2) Guilherme Guido – Brasil – 23s85 /  3) Arkady Vyatchanin – Rússia – 23s87
200m borboleta F = 1) Joanna Maranhão – Brasil – 2m09s72 /  2) Nao Kobayashi – Japão – 2m11s26 / 3) Yana Medeiros – Brasil – 2m18s55
200m medley M = 1) Thiago Pereira – Brasil – 1m52s72 / 2) Henrique Rodrigues – Brasil – 1m54s07 / 3) Diogo Yabe – Brasil – 1m58s68
400m livre F = 1) Sakiko Nakamura – Japão – 4m06s73 / 2) Cecília Biagioli – Argentina – 4m08s33 /  3) Poliana Okimoto – Brasil – Brasil – 4m10s06
50m livre M = 1) Cesar Cielo – Brasil – 21s16 /  2) Steffen Deibler – Alemanha – 21s23 /  3) Nicholas Santos – 21s76
200m peito F = 1) Joline Hoestman – Suécia – 2m26s51 /  2) Carolina Mussi – Brasil – 2m30s79 / 3) Tatiane Sakemi – Brasil – 2m31s95
100m medley F = 1) Hinkelien Schreuder – Holanda – 1m00s65 / 2) Fabíola Molina – Brasil – 1m01s41 / 3) Julyana Kury – Brasil – 1m01s50
200m costas M = 1) Arkady Vyatchanin – Rússia – 1m51s92 / 2) Omar Pinzon – Colômbia – 1m53s70 /  3) Fabio Santi – Brasil – 1m55s82
50m borboleta F  = 1) Therese Alshammar – Suécia – 25s35 /  2) Gabriella Silva – Brasil –  25s93 /  3) Daniele de Jesus – Brasil – 26s47

Os resultados completos encontram-se no site da Omega www.omegatiming.com


A etapa Rio da Copa do Mundo de Natação 2010 está sendo realizada com recursos dos Correios, Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal e Gol Linhas Aéreas Inteligentes.

Eliana Alves / Souza Santos / Mariana de Sá

Compartilhar:

Patrocinadores

Patrocinadores CBDA