CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Pólo Aquático

11/10/2014 00:00:00

Brasil volta a ser campeão Sul-Americano também no masculino


Mar del Plata / ARG – Na volta do capitão Felipe Perrone, o Brasil venceu a Argentina por 14 x (...)

Mar del Plata / ARG – Na volta do capitão Felipe Perrone, o Brasil venceu a Argentina por 14 x 6, na decisão do Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, realizado em Mar del Plata, na Argentina, na noite deste sábado (11/10). Com este título o Brasil volta a vencer na competição masculina ao derrotar a bicampeã, Argentina, com parciais de 5x1, 4x2, 4x3 e 1x0. Garantiram vaga para o Pan-Americano de Toronto, no Canadá, além de Brasil e Argentina, a  Venezuela. A competição foi realizada de 07 a 11 de outubro e contou com oito países. - É uma alegria grande voltar a ser campeão pelo Brasil e ajudar o Brasil a voltar a ter a hegemonia sul-americana. A partida de hoje foi a mais difícil, mas o nosso time foi superior. Saímos daqui com o dever cumprido e mostrando a evolução da nossa equipe – analisou Felipe Perrone. Felipe Perrone foi eleito o melhor atleta da competição, recebendo o prêmio Señor de Sipan, oferecido pela Orden de Los Caballero das Américas.Felipe  voltou hoje a ganhar um título para o Brasil depois de atuar nos últimos dez anos pela seleção da Espanha. Defendendo a seleção espanhola, Felipe Perrone disputou as duas últimas edições dos Jogos Olímpicos, 2008 e 2012. - Jogar uma Olimpíada é maravilhoso e espero viver isso em 2016 com este grupo muito unido do Brasil. Hoje posso dizer que realmente estou representando o meu país. Estamos recebendo muito apoio dos patrocinadores e da Confederação e com certeza faremos um bom trabalho. O primeiro passo está dado - finalizou Felipe Perrone Assim como no feminino, a campanha dos jogadores do Brasil teve números expressivos. Com 100% de aproveitamento, cinco vitórias em cinco jogos, os homens marcaram 118 gols, levaram 14 e tiveram uma média de mais de 20 gols por partida. Além de não perder em nenhum quarto das partidas. - Voltar a ter a hegemonia do Polo Aquático foi muito importante, ainda mais neste período de preparação pelo qual estamos passando. Tendo os Jogos Olímpicos como objetivo maior, sabemos que cada passo é importante para alcançar o resultado esperado no futuro. O grupo masculino é muito forte e essa superioridade prevaleceu durante toda a competição – comentou o Gerente de Polo Aquático da CBDA, Ricardo Cabral. Na decisão contra a Argentina os gols do Brasil foram marcados por Felipe Perrone (2), Bernardo Rocha (2), Danilo Correa (2), Adrian Delgado (2), Bernardo Gomes (2), Gustavo Guimarães (1), Paulo Salemi (1), Guilherme Gomes (1) e Jonas Crivela (1). Na disputa pela terceira colocação na competição, o time da Venezuela derrotou a Colômbia, pelo placar de 7 a 6. A delegação brasileira participa do Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos com recursos dos Correios – Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros, e ainda do Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal, Lei Agnelo/Piva – Governo Federal – Ministério do Esporte, Speedo, Sadia e Universidade Estácio de Sá. Time Campeão:  1- Vinícius Antonelli / 2 – Jonas Crivella / 3 –  Guilherme Gomes / 4 – Gustavo Coutinho / 5 – Paulo Salemi  / 6 – Bernardo Gomes  /  7 – Adrian Delgado Baches / 8 – Felipe Silva / 9 – Bernardo Reis Rocha / 10 – Felipe Perrone – capitão / 11 – Gustavo “Grummy” Guimarães / 12 – Danilo Correa / 13 –  Thyê Matos Bezerra. Comissão Técnica: Técnico: Ratko Rudic / Auxiliar-técnico: Eduardo Abla / Médico: João Silva / Preparador-físico: Willians Manso / Fisioterapeuta: Ronaldo Aguiar / Gerente de polo aquático da CBDA:  Ricardo Cabral / Coordenador de Seleções: Paulo Rogério Rocha Campanha do Brasil Brasil 33 x 1 Peru Brasil 30 x 1 Uruguai Brasil 26 x 4 Colômbia Brasil 13 x 2 Venezuela – semifinal Brasil 14 x 6 Argentina - final