CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Pólo Aquático

26/03/2016 14:07:55

Brasil conquista bronze e a última vaga para o Pré-Mundial


Sul-Americano Aboluto 2016

Rio de Janeiro/RJ -  A seleção brasileira masculina de polo aquático conquistou a medalha de bronze do Sul-Americano Absoluto de Assunção, no Paraguai, ao derrotar o Peru por 18 a 4 (4-1,5-0,4-1,5-2) o mesmo placar com que a Argentina venceu os peruanos na semifinal. Com a vitória, o Brasil garantiu vaga, junto aos finalistas argentinos e colombianos, no Pré-Mundial, seletiva para o Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste, Hungria, no ano que vem. Na decisão, vitória da Argentina sobre a Colômbia por 8 a 6. Na disputa do 5º lugar, o Uruguai superou o Chile por 9 a 7 (vide resultados no final).

Os gols da goleada brasileira sobre o Peru foram de Rafael Real (4), Pedro Real (3), Gustavo Coutinho (3), Gabriel Poci (2), Luis Silva (2), Roberto Freitas, Gabriel Silva, Alexandre Kerkis e Danilo Correa. Os gols peruanos foram de Diego Villar (3) e Augusto Otero. Com os três gols de hoje (sáb), Pedro Real chegou aos 26 gols e foi o vice-artilheiro da competição, à frente de Gustavo Coutinho, com 23, e atrás do argentino German Yanez, que passou em branco na final de hoje e terminou com 33 gols. Além de artilheiro, German foi eleito o melhor jogador do campeonato. Diego Malnero, da Argentina, foi considerado o melhor goleiro. 

Em Assunção, o Brasil foi representado por uma equipe mais jovem, mesclando adultos com jogadores sub-20 e até sub-17, e com o objetivo principal atingido, o de chegar entre os três primeiros colocados e consequentemente se classificar para o Pré-Mundial, seletiva para o Mundial de Esportes Aquáticos do ano que vem, na Hungria. Em Assunção, o mais velho da equipe brasileira foi Danilo Correa, com 28 anos, e o mais jovem foi Rafael Vergara Real, com 16 (faz 17 aos em abril). 

A seleção brasileira principal, treinada por Ratko Rudic, está na Europa, onde treina e disputa amistosos com Montenegro e Rússia, forças da modalidade. Montenegro já garantiu presença nos Jogos Rio 2016, enquanto a Rússia vai disputar o Pré-Olímpico de Trieste, na Itália, de 3 a 10/4, que decidirá as últimas quatro vagas para as Olimpíadas cariocas. Rudic liberou somente Danilo Correa e Gustavo Coutinho para a disputa do Sul-Americano. 

O Sul-Americano Absoluto começou no dia 10/3, pela cidade paraguaia de Lambare, onde foram disputadas as maratonas aquáticas, com o Brasil conquistando quatro medalhas (duas de prata e duas de bronze), sem seus nadadores olímpicos. Depois, já na capital paraguaia, houve a competição de nado sincronizado, com o Brasil participando com sua equipe principal e conquistando todas as medalhas douradas em disputa (solo, dueto, dueto misto, equipe e combo). A de dueto misto foi como esporte-exibição, em sua estreia no campeonato. 

O Sul-Americano 2016 ainda terá as disputas de natação (de 30 de março a 3 de abril), também no Centro Aquático Nacional, mesmo local onde também acontecerá o torneio de saltos ornamentais, na segunda quinzena de abril.

O Polo Aquático Brasileiro conta com recursos dos Correios - Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros -, e ainda do Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal, Lei Agnelo/Piva - Governo Federal - Ministério do Esporte, COB, Speedo e Estácio.


Resultados

Dia 22/3 (terça)
Colômbia 22-1 Chile / Brasil 10-12 Argentina / Uruguai 8-9 Peru / Argentina 26-2 Chile / Brasil 24-5 Uruguai /  Colômbia 19-2 Peru

Dia 23/3 (quarta)
Argentina 12-3 Uruguai / Colômbia 7-7 Brasil / Chile 6-10 Peru

Dia 24/3 (quinta)

Uruguai 12 x 7 Chile / Brasil 22 x 7 Peru / Argentina 7-6 Colômbia / Chile 0 x 26 Brasil  / Peru 3-13 Argentina / Uruguai 6-16 Colômbia

Dia 25/3 (sexta)

Semifinal 1: Argentina 18-4 Peru / Semifinal 2: Brasil 14-15 Colômbia (10 a 10 no tempo normal e 5 a 4 pra Colômbia nos penaltis).

Dia 26/3 (sábado)

Disputa do 5º lugar: Uruguai 9-7 Chile / Disputa do bronze: Peru 4-18 Brasil  / Final: Argentina 8-6 Colômbia

Seleção Brasileira no Sul-Americano 2016

1 - Bernardo Carelli Oliveira (goleiro) /  2 - Marco Jr. / 3 - Luis Ricardo Silva / 4 - Rafael Real / 5 - Roberto Freitas / 6 - Gabriel Silva / 7 - Pedro Real / 8 - Alexandre Kerkis / 9 - Gabriel Poci  / 10 - Heitor Carrulo / 11 - Gustavo Coutinho (capitão) / 12 - Danilo Correa / 13 - Leonardo Silva (goleiro).
Técnico: Ângelo Coelho / Auxiliar-técnico: Frank Diaz



Eliana Alves / Souza Santos / Mariana de Sá